Sob a marca Aiwa, Mondial lança suas primeiras TVs no Brasil

Os preços estimados para os modelos de 32, 43 e 55" serão entre R$ 1,8 mil e R$ 4 mil

Sob a marca Aiwa, Mondial lança suas primeiras TVs no Brasil
Créditos: noticiasdatv.uol.com.br

O Grupo MK, no qual a marca Mondial faz parte, demonstrou algumas TVs da Aiwa aos visitantes da Eletrolar Show, uma feira que acontecerá até esta quinta-feira, 14 de julho, na cidade de São Paulo. Com equipamentos que variam entre 32, 43 e 55 polegadas, os primeiros modelos do novo segmento estarão disponíveis nos próximos meses — entre junho e agosto. Os preços serão, em média, entre R$ 1,8 mil e R$ 4 mil.

Os valores não são muito diferentes dos encontrados nas principais marcas do mesmo segmento, como a LG e Samsung, que são as campeãs de vendas no nosso país. De acordo com as palavras do fundador do Grupo MK, Giovanni Cardoso:

“A marca Aiwa quer se posicionar no topo do segmento premium, entre a Sony, que deixou o mercado brasileiro de TVs, e a Samsung”.

Há pouco mais de dois anos, os consumidores brasileiros foram surpreendidos com uma má notícia: as tradicionais TVs da Sony, que atendiam os segmentos intermediários e premium, não seriam mais produzidas no Brasil (na Zona Franca de Manaus). Apesar de continuarem atuando normalmente em outros países, não mais estariam presentes no território nacional. A investida da Aiwa visa justamente a tentativa de ocupar o posicionamento até então preenchido pela Sony, e não necessariamente substituído por outras companhias até então.

Cardoso complementa:

“Mantivemos o padrão da Sony na compra das telas LCD, por exemplo, e de todos os outros 'ingredientes' que compõem uma televisão (…) Não fazia sentido ter uma fábrica com a capacidade e a tecnologia da Sony para produzir produtos standard.”

(Créditos: Eduardo Bonjoch / Notícias da TV)

Um pouco mais sobre as especificações técnicas

Os dispositivos serão equipados com o sistema operacional baseado em Linux, e contará com tecnologias já comuns em TVs modernas, como HDR10 (Alto Alcance Dinâmico / High Dynamic Range), melhorando o contraste da imagem, um processador de quatro núcleos, e resolução HD e Full HD nos modelos de 32" e 43", respectivamente. Aplicativos populares, como o YouTube, Amazon Prime Video e a Netflix, terão teclas de atalho no controle remoto.

Uma App Store mais limitada do que a tradicional Play Store estará acessível. Sobre o modelo de 55", que será o mais robusto inicialmente, contará com suporte ao sistema Android TV sem restrições, ao Google Assistente, e tecnologias mais avançadas, como Dolby Atmos, para aprimorar a experiência sonora, e Dolby Vision, para uma experiência com HDR mais refinada em produções compatíveis com o formato.

Continua após a publicidade

Cardoso explica:

Fabricamos 40 mil unidades deste tipo, sendo que todas as próximas TVs rodarão o sistema do Google.

 

Até o final deste ano é esperada a disponibilizações de versões ainda maiores, entre 65" e 75" — em novembro ou dezembro. Foi informado que as máquinas mais potentes rodarão o sistema Google TV, e serão compatíveis com o comando de voz a distância.

O Grupo MK adquiriu a fábrica, que pertencia à Sony do Brasil, em 2020. É possível produzir 1,8 milhão de televisores anualmente com esta propriedade. Os atuais responsáveis pretendem fabricar entre 300 e 500 mil unidades no primeiro ano de atuação. Cardoso encerra: “mantivemos os equipamentos industriais, robôs, sistema de gestão de qualidade, fornecedores e as equipes gerencial e técnica da Sony no processo de fabricação das TVs Aiwa”.

Qual é a sua opinião sobre esta investida? Acredita no potencial dos novos equipamentos de alto desempenho? Compartilhe o seu ponto de vista nesta matéria e acompanhe as nossas redes sociais!

Fonte: noticiasdatv.uol.com.br

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.