Missões espaciais chinesas poderão incluir buscas por exoplanetas habitáveis

Agência espacial do país investigará estrelas próximas ao sistema solar

Missões espaciais chinesas poderão incluir buscas por exoplanetas habitáveis
Créditos: Divulgação/CSNA

A Academia de Ciências da China (CAS na sigla em inglês para Chinese Academy of Sciences) divulgou recentemente que as próximas missões espaciais da Administração Nacional Espacial da China (CSNA) podem sistemas estelares e exoplanetas. O foco dessas missões seriam estrelas localizadas à uma distância de 33 anos-luz do nosso sistema solar, uma distância bem pequena para os padrões astronômicos. A CSNA possui planos ambiciosos para a exploração espacial nesta década.

01/07/2022 às 11:00
Notícia

Sonda chinesa fotografa toda a superfície de Marte; veja fotos

Tianwen-1 realizou 1.344 órbitas ao redor do planeta vermelho

Próximas missões espaciais chinesas

China tem mais 13 missões espaciais planejadas, sendo duas delas focadas na busca por exoplanetas habitáveis e estudos de sistemas estelares que estão há 33 anos-luz de distância do nosso planeta. A primeira missão que a CSNA pode realizar em breve é a Pesquisa por Exoplanetas Habitáveis na Proximidade. Este missão investigará 100 estrelas com tamanho aproximado ao do nosso sol e buscará encontrar exoplanetas com condições favoráveis a vida.

A segunda missão tem um nome bem curioso: Earth 2.0 —  Terra 2.0. Batizada com um nome que mais parece uma atualização de software, esta missão buscará exoplanetas com tamanhos parecidos com o da Terra e órbitas similares a nossa ao redor do Sol. Para isto, a CSNA usará um instrumento formado por sete telescópios. Não foi divulgada uma possível data para essas missões e se uma será preterida caso o país precise priorizar o orçamento da agência espacial. Mas antes delas, o país tem outros projetos.

Planos da China para a exploração espacial

No início de 2022, a China divulgou o seu plano de exploração espacial para os próximos cinco anos. Abrindo o plano há uma aspa do presidente Xi Jinping. "Explorar o vasto cosmo, desenvolver a indústria espacial e transformar a China em uma potência espacial é nosso sonho eterno", disse o presidente. Em 2021 a Agência Espacial Nacional da China (CNSA) lançou o primeiro módulo da sua estação espacial, mas o plano não detalha quando a Agência pretende concluir a construção. A estação espacial chinesa, chamada de Tiangong, Palácio Celestial em mandarim, tinha como previsão ser finalizada e entrar em operação total em 2022. Atualmente há três astronautas no único módulo de Tiangong, que devem encerrar a sua estadia em abril, seis meses após a sua chegada.


Interior do módulo principal da Estação Espacial Chinesa. Fonte: Reprodução/CASC.

China destaca em seu plano projeto de levar uma missão tripulada à Lua, mas também não indica um prazo para isso. O que a CSNA informa é que pretende lançar mais duas sondas para a Lua. Nessa nova corrida espacial, os Estados Unidos devem sair na frente no quesito "pousar na lua" — mesmo que já tenha feito isso antes. A NASA deve levar a primeira mulher e pessoa não-branca ao satélite até pelo menos 2025. O que a CSNA explica sobre sua missão tripulada na Lua é que passará os próximos cincos estudando e pesquisando as tecnologias para o pouso lunar, uma nova geração de espaçonaves tripuladas e as tecnologias-chaves para a exploração e desenvolvimento da órbita cis-lunar (região que inclui uma pequena área além da órbita lunar). A Agência também quer trabalhar com outras agências para a criação de uma estação de pesquisa na Lua.

E não só de Lua vive a CSNA. A China também quer trazer amostras do solo marciano, enviar sondas para asteroides, explorar o sistema de Júpiter e os limites do sistema solar. 

Em 2023 o país lançará seu primeiro grande telescópio espacial. Batizado de Telescópio Chinês da Estação Espacial (CSST na sigla em inglês), ele será o equiparado ao Telescópio Espacial Hubble, mas seu campo de visão será bem maior do que a sua contraparte da NASA

Fonte: BGR

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.