Minority Report da vida real: algoritmo prevê crimes com uma semana de antecedência

Algoritmo revela diferença nas ações policiais em bairros ricos e bairros pobres

Minority Report da vida real: algoritmo prevê crimes com uma semana de antecedência
Créditos: Dreamworks/Reprodução

Pesquisadores da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, desenvolveram um algoritmo que prevê a ocorrência de crimes em grandes cidades, com 90% de precisão. Similar ao que vemos no clássico da ficção-científica, Minority Report, o algoritmo utiliza padrões temporais e geográficos para identificar crimes com até uma semana de antecedência.

Os pesquisadores publicaram os resultados da pesquisa na revista científica Nature, um dos nomes de maior peso do meio acadêmico. Apesar da semelhança com o filme de Tom Cruise, os cientistas por trás do algoritmo afirmam que a previsão de crimes não é feita como ém Minority Report, que identifica o tipo de crime e também o autor - fatos que levam a todas as discussões sociais presentes no filme.

Dados que enxergam o futuro

O código é alimentado com dados públicos sobre crimes violentos e contra a propriedade. A partir dessas informações, padrões são traçados para realizar previsões.

O algoritmo então divide as cidades em áreas iguais de cerca de 93 metros quadrados, ignorando divisões como limites de bairros, com a intenção de eliminar um viés socioeconômico na demarcação. O sociológo James Evans, um dos coautores do estudo, comentou que: "Modelos espaciais ignoram a topologia natural da cidade. Redes de transporte respeitam as ruas, calçadas e linhas de trens e ônibus. Redes de comunicação respeitam áreas de histórico socieconômico similares. O nosso modelo permite a descoberta dessas conexões".

Algoritmo de predição

O estudo também leva em consideração como a resposta policial varia de acordo com o bairro. De acordo com os dados públicos, crimes em bairros ricos resultam em maior número de prisões.

Outro autor do estudo, Ishanu Chattopadhyay, comenta que o algoritmo não foi desenvolvido para funcionar como em Minority Report, que possuía a intenção de punir o indivíduo antes mesmo do suposto crime acontecer. "Você pode utilizá-lo como um instrumento de simulação para ver o que acontece quando o crime ocorre em uma área da cidade, ou quando há o aumento no reforço da segurança de outra. Se você aplicar todas essas variáveis, é possível enxergar como o sistema responde", comentou Ishanu. Ou seja, o algoritmo age na predição de crimes ao identificar padrões a partir dos dados públicos referentes ao número de crimes que acontecem nas cidades.

Fonte: Universidade de Chicago, Psyche News Daily

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.