"Pokémon" inspirado no Brasil: Bágmon terá lançamento de aplicativo da Bágdex neste mês

Além do app, franquia terá muitas novidades como, um Cardgame, itens colecionáveis e também há um projeto de jogo 100% autoral

"Pokémon" inspirado no Brasil: Bágmon terá lançamento de aplicativo da Bágdex neste mês
Créditos: Bág

O aplicativo da Bágdex — que irá catalogar com imagens e informações científicas e culturais todos os Bágmon desenvolvidos no trabalho incrível de um ilustrador brasileiro que criou 151 "Pokémon" baseados na cultura brasileira — será lançado dentro de um mês e estará disponível nas principais lojas de aplicativo, como antecipou Bág em conversa destinada ao Adrenaline. Após ter seu projeto disponibilizado na mídia, o público respondeu com muitas reações positivas às criaturas criadas por Wagner Janelli — como é chamado o Bág — que não só criou os monstrinhos inspirados em diversos animais, memes, comidas e muito mais da cultura brasileira como também está criando um universo todo para a sua franquia.

O nosso site irmão Adrenaline entrou em contato com o Bág para saber como está sendo para ele a repercussão da internet com a sua criação e descobrimos algumas novidades que estão sendo desenvolvidos para o Bágmon, que se tornou um projeto que vai muito além de ser apenas um "fakemon", como explicou o próprio Wagner Janelli, que exalta que a sua homenagem vem do fundo de sua alma, em busca de enaltecer tudo de bom que temos no Brasil.

Bág, que tem 28 anos e reside em Bandeirantes no Paraná, explicou que desde criança sempre gostou de ilustração e passou sua infância assistindo a diversos desenhos, em especial Pokémon, e com o seu caderno de desenhos copiava as animações que via na TV e foi aí que nasceu o que hoje se tornou sua principal profissão que fez com que o projeto se tornasse real.

Dentre todos os 151 que fiz, os meus preferidos são o Bojarro (baseado no João-de-barro), Massinas (baseado no Mamonas Assassinas), Caralata (baseado no vira-lata caramelo) e Ziriguidum (baseado no nosso Carnaval).

 

Confirme citado, um dos primeiros projetos que irá chegar ao público será a BágdexWagner Janelli nos adiantou que ela chegará em até um mês nas principais lojas de aplicativos e enfatizou toda a pesquisa que está sendo realizada para lançar um produto que seja também informativo: "Pretendemos fazer um aplicativo que além de listar visualmente todos os Bágmon, traga também informações culturais e científicas sobre as referências usadas. Como são 151, é um trabalho pesado que envolve muita redação e pesquisa." e complementou: "Nesse exato momento estamos populando a documentação de informações do aplicativo, pretendemos fazer um aplicativo que além de listar visualmente todos os Bágmon, traga também informações culturais e científicas sobre as referências usadas. Como são 151, é um trabalho pesado que envolve muita redação e pesquisa. O próximo passo será desenvolver os protótipos em baixa e em alta para a montagem final do aplicativo. Acreditamos que em até um mês a partir de agora ele já esteja nas principais lojas de apps."

Os interessados em usufruir do projeto de maneira mais direta podem comemorar pois o Bág nos garantiu que em breve terão itens a venda, além da chegada da Bágdex, a agenda da franquia para catalogar os monstrinhos. "Em breve teremos uma lojinha com os produtos oficiais do projeto e o aplicativo para todo mundo poder aprender mais sobre os Bágmon e montar seu time oficialmente. A jornada está muito longe de acabar!"

Ao ser questionado sobre o jogo de cartas de Bágmon que está preparando, Janelli foi direto em dizer que os fãs devem esperar algo mais simples e acessível do que Pokémon TCG para que todos da família possam participar: "Nosso Cardgame terá uma abordagem um pouco mais simples que o TCG oficial de Pokémon. Queremos que ele seja jogado por todos, algo bem família. Tendo isso em mente, estamos desenvolvendo algo muito mais próximo de um “Super Trunfo."

Continua após a publicidade

Em meio a muitas opiniões positivas sobre seu projeto, Bág disse que já imaginava que haveriam reclamações por ter desenvolvido alguns Bágmon baseados em objetos e comidas, já que isso é algo que a comunidade fã de Pokémon costuma reclamar quando saem novos monstrinhos, mas o ilustrador garantiu que as pessoas que criticam por conta disso não chegam a 0,5% e que isso não afeta o projeto, pois desde o início ele foi planejado para representar o Brasil com diversas homenagens.

"Na próxima geração pretendo focar muito mais na nossa flora e nas nossas raízes indígenas. Quero representar lendas, deuses, flores, mais insetos, e continuar com os animais, memes e personalidades que fazem parte da cultura do Brasil. Pelé e Ayrton Senna são dois grandes nomes que com certeza serão homenageados em breve." completou o criador.

Representar nosso país sem falar de comidas típicas seria um grande déficit do projeto. A segunda geração terá muito mais.

Sobre o projeto de um jogo de videogame para sua franquia, Bág disse que haverá um projeto de financiamento coletivo e disse que dependerá bastante do apoio da comunidade para para que o sonho de ter um jogo de Bágmon se torne realidade.

"O desenvolvimento do jogo começará assim que iniciarmos a campanha de financiamento coletivo, pois como mencionei, para fazer isso acontecer na magnitude que queremos, precisaremos de um grande apoio da comunidade. Inicialmente pretendemos lançar um projeto para PC, mas tudo vai depender do quão longe chegaremos com as metas do financiamento que iniciará em breve."

"Nós estamos preparando um projeto inédito e 100% autoral para os Bágmon. Queremos entregar para a comunidade algo que eles se sintam representados, então temos muito trabalho pela frente a partir de agora

 

Janelli afirmou que não esperava receber tanto carinho com sua homenagem a cultura do Brasil com os Bágmon, ele disse que nos últimos 10 meses recebeu mais reconhecimento e teve seu trabalho repercutido do que nos 10 anos em que trabalha na área de ilustração, ele também mencionou que pretende continuar com seu emprego atual, de ilustrador sênior na divisão de jogos da Luby Software e revelou que atualmente — o projeto que nasceu como uma "zoeira" e só tinha ele trabalhando em suas horas vagas — já possui 4 pessoas em sua criação, responsáveis por diversas áreas que estão alocadas para dar vazão a todas as ideias de Bágmon.

"Me vi assistindo youtubers e personalidades reagindo às minhas criações, pessoas que eu sou fã e acompanho a anos, é algo muito surreal, e as vezes a ficha não cai direito."

 

Com muitas ideias e projetos, além de muita disposição para colocar tudo em prática, ainda não há datas para os projetos em andamento para o Cardgame e o jogo 100% autoral para PC, porém a previsão de lançamento do aplicativo da Bágdex é para daqui um mês e os itens colecionáveis devem começar a ser vendidos em breve.

Você consegue visualizar todos os 151 Bágmon acessando o tweet abaixo, que abre o fio publicado pelo Janelli no Twitter.

Continua após a publicidade

Uma segunda geração de Bágmon já está no forno e ele nos garantiu que homenagens a ídolos do nosso país como Pelé e Ayrton Senna já estão sendo desenvolvidas. Wagner Janelli, o Bág, foi muito atencioso conosco e você pode conferir abaixo tudo que conversamos com ele em seus mínimos detalhes.


A entrevista completa com Wagner Janelli, Bág, você confere no Adrenaline clicando aqui.


Se você quiser conhecer mais sobre o projeto, Wagner Janelli e suas criações podem ser encontradas no InstagramTwitter e Tik Tok. E se você ainda não viu a nossa publicação sobre os 151 "Pokémon" inspirados na cultura brasileira que originou essa conversa bacana com o Bág você pode conferir clicando aqui.

O que você achou da conversa com o criador de Bágmon? Você já tem os seus preferidos? Participe nos comentários com a sua opinião!

Via: Adrenaline

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.