NASA afirma que precisa cavar mais fundo em busca de sinais de vida em Marte

Eu cavo, tu cavas, ele cava, nós cavamos, vós cavais e eles cavam: não é romântico, mas é bem científico

NASA afirma que precisa cavar mais fundo em busca de sinais de vida em Marte
Créditos: Divulgação/NASA

A água em Marte já é comprovada há alguns anos, além de ser especulado a existência de lagos subterrâneos. Mas os sinais de haver alguma forma de vida nos dias de hoje ainda não foram achados. E a NASA acredita que é necessário cavar mais fundo — literalmente — para descobrir vida no planeta. 

17/06/2022 às 14:30
Notícia

Vida em Vênus é descartada em novo estudo

Descoberta de fosfina levantou hipótese de vida na atmosfera

Aminoácidos em Marte podem estar mais fundo na superfície

Os robôs no planeta vermelho que estão pesquisando por vida buscam um evidências de aminoácidos na superfície. Os rovers possuem ferramentas para cavar alguns centímetros e examinar o solo em busca do composto orgânico. Entretanto, a radiação ionizante que atinge o solo pode, de acordo com a NASA, destruir os aminoácidos em até 20 milhões de anos. Parece muito tempo para nós, mas pouco para o caso da vida no planeta ter descido umas camadas a mais no solo. Isso quer dizer que os jipes em Marte são incapazes de cumprir com os objetivos da agência espacial.

NASA acredita que será necessária cavar, pelo menos, 2 metros do solo marciano para encontrar os sinais de aminoácidos. Então a agência terá que desenvolver uma nova missão com um rover capaz de escavar essa profundidade do terreno. Até isso acontecer, a agência espacial americana terá longas etapas a cumprir, começando pelo pedido de verbas ao congresso e depois seguir com o desenvolvimento do novo equipamento. Seja um rover/jipe ou uma sonda fixa como a InSight, que pesquisa a atividade sísmica de Marte.

NASA simulou condições do solo marciano na Terra

Para descobrir como a radiação cósmica afeta o solo do planeta, a NASA conduziu um experimento que simulou as condições do solo de Marte. Isso foi feito misturando silicatos (minerais de silício) e perclorato com diversos tipos de aminoácidos. Essa mistura foi selada em vácuo, para imitar a fina camada da atmosfera do planeta vermelho, e distribuída por diferentes temperaturas. A NASA bombardeou o solo marciano falso com radiação gama, que trouxe os resultados de que os aminoácidos seriam destruídos na superfície.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.