Starlink: 5G pode tornar a conexão da empresa de Elon Musk inutilizável

Os "engenheiros especializados" da Dish estão analisando as reivindicações apresentadas

Starlink: 5G pode tornar a conexão da empresa de Elon Musk inutilizável
Créditos: Starlink

Após uma análise recém-anunciada, a SpaceX, uma das empresas do bilionário Elon Musk, afirma que a tecnologia dos satélites Starlink poderia entrar em um sério conflito com a execução simultânea do 5G dentro do espectro 12 GHz. Atualmente, a conexão da empresa de Musk depende da banda de 12 GHz para poder oferecer as suas funcionalidades nos Estados Unidos. O problema foi detectado quando a Dish, fornecedora de serviços de transmissão direta por satélite, demonstrou interesse em usar o espectro para transmitir sinal de TV e da mais recente geração de internet móvel.

De acordo com as análises técnicas da SpaceX, a interferência causada pela iniciativa da Dish aconteceria em 77% do tempo, causando interrupções totais nas conexões de internet da Starlink em 74% do tempo — ou seja, um problema extremamente grave. Anteriormente, quando questionado sobre os seus planos de negócios, Jeff Blum, vice-presidente executivo de assuntos legislativos externos da fornecedora de serviços, garantiu que “acredita na coexistência”, e que “querem proteger o seu próprio modelo de serviço”.

Dish analisa reinvindicações da SpaceX

Os “engenheiros especializados” da Dish estão analisando as reivindicações da SpaceX, visando obter a melhor saída possível para os envolvidos. Recentemente, a empresa de Musk está investindo massivamente na expansão do seu alcance global, e marcou presença na guerra da Ucrânia, auxiliando a resistência local com conexão à internet constante e de alta velocidade. Até então, a Starlink possui mais de 400 mil assinantes mundialmente, e estão expandindo o número diariamente, apesar dos custos elevados encontrados pelos interessados.

21/06/2022 às 15:30
Notícia

SpaceX bate novo recorde com três lançamentos e decolagens em...

Um foguete Falcon 9 também bateu o recorde de reutilização e 100ª missão

Os satélites da investida do bilionário estão em funcionamento há apenas três anos, mas o período já demonstrou ser mais que o suficiente para incomodar provedores de internet regionais, que questionaram a qualidade dos serviços oferecidos pelo seu atual concorrente, e também colocaram em dúvida se a SpaceX estava apta para receber os fundos originados da Comissão Federal de Comunicações (FCC) norte-americana.

Via: gizmodo.com

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.