Google alerta sobre uso de spyware Hermit no Android e iOS

Governos foram acusados de utilizar o spyware para vigiliância

Google alerta sobre uso de spyware Hermit no Android e iOS
Créditos: Etienne Girardet/Unsplash

Grupo de Análise de Ameças (TAG na sigla em inglês) do Google emitiu um comunicado alertando sobre os perigos do spyware Hermit em smartphones Android e iPhones. O Hermit é de propriedade da RCS Lab, da Itália, e pesquisadores afiram que ele é usado por governos para espionagem. O Google relata que a preocupação com esse spyware é maior pelo fato dele ser compatível com o Android e iOS

22/06/2022 às 13:10
Notícia

Microsoft vai aposentar reconhecimento facial capaz de identi...

A tecnologia ainda estará presente em software de auxílio para deficientes visuais

Hermit, mais perigoso que o Pegasus

O uso do spyware Hermit é idêntico ao Pegasus, criado pela empresa israelense NSO Group. Quando instalado em um smartphone, o operador do spyware tem acesso a praticamente tudo que o usuário está fazendo — e sem ser detectado. Ele saberá o que você está digitando, falando até mesmo a sua localização. Outra coisa em comum com o Pegasus é que agências governamentais estão usando o Hermit. O FBI utiliza o Pegasus e a Polícia Federal brasileira quase comprou o software. 

Mas a vantagem do Hermit é que os operadores podem instalá-lo nos iPhones e Androids, o que amplia o número de alvos. O TAG divulgou que alguns dos países que utilizam o Hermit são Itália e Cazaquistão (not very nice). O Google também notificou os usuários de Android que foram infectados pelo spyware. A empresa acredita que o modus operandi para instalar é o software espião é o seguinte:

  • Os operadores entram em contato com a operadora do alvo
  • A conexão móvel é cortada
  • Um SMS é enviado pedindo que seja instalado um app (o Hermit) para retomar a conexão
  • Após concluir a instalação do app o sinal é retomado e o usuário foi infectado.

Casos de espionagem no Cazaquistão, Itália e Síria

 Além do Google, a empresa de segurança digital Lookout também alertou sobre o uso do spyware na semana passada. A empresa afirma que o Hermit foi detectado pela primeira vez em abril, no Cazaquistão. O país poderia estar observando pessoas críticas ao governo e que participaram dos protestos contra algumas medidas tomadas pelo governo. O spyware também é usado pela Síria para espionar pessoas da etnia curda. Na Itália, o Hermit foi usado para investigar um caso de corrupção.

Fonte: Phone Arena, Tech Crunch

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.