Mulher é presa em Minas Gerais por divulgar blitz em grupos de WhatsApp

Crime se enquadra no Artigo 265 do Código Penal Brasileiro

Mulher é presa em Minas Gerais por divulgar blitz em grupos de WhatsApp
Créditos: via Pexels

Em Minas Gerais, uma mulher foi presa após compartilhar informações sobre uma blitz realizada pela Polícia Militar em grupos de WhatsApp. A mulher de 25 anos, que não teve o nome divulgado, começou a alertar usuários de dois grupos de WhatsApp sobre a blitz que estava sendo realizada na Rua Goiânia, localizada no bairro Jardim dos Estados na cidade de Poços de Caldas (MG).

11/06/2022 às 13:00
Vídeo

Jogando com o monitor Samsung Odyssey Neo G9. Experiência ime...

Estreando iluminação miniLED em monitores, modelo chegou ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 13.599

De acordo com a Polícia Militar, como apurou o UOL, a situação foi identificada pois o fluxo de motocicletas passando pelo local da blitz diminuiu consideravelmente, até que uma pessoa alertou que estavam divulgando a ação da Polícia em grupos de aplicativos, no caso, o WhatsApp.

Os policiais responsáveis pela blitz conseguiram acesso ao número da mulher que estava compartilhando as informações da ação em dois grupos diferentes, e com o número dela em mãos, conseguiram identificar o nome completo e localizar o endereço de morádia.

Com as informações, a Polícia Militar foi até a residência dela, prendendo-a em flagrante pelo crime e a encaminhando para a delegacia de plantão por infringir o Artigo 265 do Código Penal Brasileiro - Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública. O que se enquadra em alertar sobre blitz policiais para possíveis infratores.

Pela primeira vez, pesquisadores conseguem fazer teletransporte com qubits distantes

08/06/2022 às 18:29
Notícia

Telescópio Espacial James Webb foi atingido por meteorito

NASA revelou impacto nesta quarta; espelho do JWST não sofreu avarias

CP - Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

Art. 265 - Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública:

Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa.

Continua após a publicidade

Parágrafo único - Aumentar-se-á a pena de 1/3 (um terço) até a metade, se o dano ocorrer em virtude de subtração de material essencial ao funcionamento dos serviços. (Incluído pela Lei nº 5.346, de 3.11.1967)

Interrupção ou perturbação de serviço telegráfico, telefônico, informático, telemático ou de informação de utilidade pública (Redação dada pela Lei nº 12.737, de 2012) Vigência

Bicicleta elétrica da marca que Ronaldo escolheu para cumprir promessa custa até R$ 145 mil

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: UOL
User img

Juliano Aires

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.