Deu o óbvio: sinal "extraterrestre" captado na China veio da Terra

Astrônomo americano envolvido no projeto falou sobre o caso

Deu o óbvio: sinal "extraterrestre" captado na China veio da Terra
Créditos: Divulgação

Para a surpresa de quase ninguém, assim com a "tal da cabana na lua", o "tal sinal de civilização extraterrestre" encontrado pelo FAST (sigla em inglês para Rádiotelescópio de Abertura Esférica de 500 metros) é realmente uma interferência humana. A declaração foi dada por Dan Werthimer, da Universidade de Berkeley, na Califórnia, astrônomo que é um dos coautores da pesquisa que revelou a detecção dos sinais de rádio. 

15/06/2022 às 16:15
Notícia

China cria mapa geológico da Lua com a maior riqueza de detal...

Mapeamento pode ajudar na seleção de locais de pouso para futuras missões de exploração

Sinal de rádio é típico de criações humanas

Werthimer disse para o site Live Science que os sinais de rádio detectados são do tipo banda estreita e de origem humana, não extraterrestre. Assim, o caso relatado não passa de uma interferência humana na operação do FAST. Algo que não é novo em telescópios que buscam sinais de rádio extraterrestre. Inclusive o próprio FAST já sofreu essa interferência outras vezes.

Mas como que um telescópio tão caro passa por esse problema? Bem, ele tem instrumentos extremamente sensíveis, que captam regularmente sinais de telefones, televisões radares e satélites. E a tendência é que mais satélites interfiram nas operações desses telescópios SETI (Busca por Inteligência Extraterrestre, Search for Extraterrestrial Intelligence em inglês). Para Werthimer, o problema do caso foi também que a declaração para o jornal chinês Global Times foi dada por um integrante da FAST não envolvido no experimento. 

Uma possibilidade para o futuro das operações SETI é o lado oculto da Lua, já que é um lugar que está livre de interferências de sinais de rádio originados na Terra. Ou, como disse Werthimer, a nossa tecnologia pode ser defasada e por isso não estamos sabendo receber os sinais enviados por uma civilização alienígena. 

Entendendo o caso de sinal extraterrestre na China

No dia 15 de junho, última quarta-feira, foi divulgado que o FAST detectou diversos sinais extraterrestres que, de acordo com os pesquisadores responsáveis da Universidade Normal de Pequim, pode ter uma origem artificial — uma civilização alienígena. Os pesquisadores da Universidade realizarão mais pesquisas para entender a real fonte dos sinais (que provavelmente deve ser uma interferência).

FAST é o maior telescópio voltado para do mundo. Suas operações iniciaram em 2020. Segundo o veículo jornalístico chinês Global Times, os pesquisadores da Universidade Normal de Pequim (omitindo a participação de universidades estrangeiras) encontraram diversos "traços técnicos" e suspeitos de sinais de civilização extraterrestre. Por mais que os cientistas acreditem que os sinais tenham como origem uma civilização extraterrestre inteligente, não é um confirmação e nem um sinal de grande probabilidade de origem extraterrestre.

Esses telescópios do tipo SETI vasculham sinais de rádio de origem extraterrestre, buscando distinguir daqueles que tem origem natural, como estrelas e outros fenômenos energéticos que acontecem no espaço.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Space
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.