Ex-operadores de IPTV ilegal são condenados a pagar US$ 130 milhões para DISH Network

Jason LaBossiere, Sean Beaman e Stefan Gollner, da SetTV, já foram condenados anteriormente

Ex-operadores de IPTV ilegal são condenados a pagar US$ 130 milhões para DISH Network
Créditos: es.ccm.net

Ex-proprietários da SetTV, Jason LaBossiere, Sean Beaman e Stefan Gollner, perderam o segundo processo judicial movido pela DISH Network. Os indivíduos responsáveis pelo serviço de IPTV pirata deverão pagar US$ 130 milhões para a provedora de TV por assinatura. Anteriormente, já foram condenados a pagar US$ 90 milhões em danos por violações da Lei Federal de Comunicações, depois de um processo perdido sobre pirataria de conteúdos licenciados. 

As subsidiárias (DISH, NagraStar e Sling TV) realizaram um esforço conjunto para movimentar o segundo processo contra LaBossiere assim que lançou novas opções de IPTV ilegais chamadas Must TV, ExpediteTV, e Mundo TV, violando uma liminar anteriormente concedida.

Na ocasião, em sua defesa, Jason acusou a DISH de perseguição / “bullying”, pois, segundo o seu argumento, “não parariam por nada, para garantir que continuassem recebendo pagamentos”. Gollner Beaman usaram uma abordagem diferente, e tentaram rejeitar a ação por falta de jurisdição pessoal e inviabilidade de montar uma defesa apropriada.

Por meio de uma liminar, os mencionados foram intimados por violação de direitos autorais, porque retransmitiram programação de televisão sem autorização com os seus equipamentos de IPTV piratas.

(Claro TV+ Box / Divulgação)

Os condenados estão impedidos de comercializar assinaturas ou dispositivos que violem os direitos das companhias, e proibidos de burlar tecnologias DRM que filtrem o acesso aos serviços Sling ou da própria DISH. Os US$ 130 milhões em danos foram divididos em três julgamentos distintos, de US$ 43.333.333,33, contra os participantes da SetTV.

Continua após a publicidade

Outras formas de pirataria

Como publicado no Mundo Conectado, não são só alternativas de IPTV, como o caso acima, que se enquadram como pirataria. Mesmo em lojas online controladas por grandes corporações, como a Play Store, softwares que disponibilizam conteúdos ilegalmente podem ser acessados. É válido ressaltar que esses apps podem colocar em risco o seu celular, principalmente se links divulgados nos constantes anúncios forem acessados.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: TorrentFreak
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.