Cientistas criam dedo robótico revestido com pele humana

Pele que reveste dedo robô ainda pode se curar, se ferida

Cientistas criam dedo robótico revestido com pele humana
Créditos: Matter

Cientistas da Universidade de Tóquio publicaram recentemente na revista Matter, que conseguiram cultivar pele viva pela primeira vez em um dedo robótico. Esse experimento é um grande feito em direção a um futuro em que robôs poderão ter uma aparência mais humana.

10/06/2022 às 14:18
Notícia

Conheçam o Robô que pode se mover dentro do corpo humano

No futuro ele poderá ser utilizado para administrar medicações dentro do corpo humano

E apesar de ser quase impossível nos desprendermos de quaisquer referencias aos androides do cinema, por enquanto o estudo foi limitado a um único dedo robótico com três articulações, que foi coberto por uma pele viva cultivada in vitro.

Enquanto uso de material sintético não conseguia trazer o resultado que os pesquisadores buscavam, principalmente pela questão das juntas do dedo, que ao simular o movimento de contrair e retrair, não enrugava nesses pontos ou mesmo entregavam um aspecto realista. O uso mais comum na cobertura de humanoides é a borracha de silicone, mas ela não conseguia entregar o resultado esperado pelos pesquisadores.

Já a pele, não só foi capaz de se ajustar e retrair em torno do dedo como também oferecer a elasticidade que buscavam enquanto simulavam-se os movimentos, além de ser possível curá-la caso ela seja ferida.

Fator de cura

Como a intenção é a de criar uma pele que possa revestir um robô humanoide para deixá-lo o mais realista possível, a pele cultivada in vitro se mostrou funcional tanto na textura quanto em sua coloração, como também mesmo após ser ferida propositalmente por repetida vezes, foi possível curá-la.

E esse processo de cura criado pelos pesquisadores foi inspirado diretamente do tratamento de pacientes de queimaduras graves, onde é enxertada na área danificada uma folha de pele cultivada e coberta com gel de colágeno, a fim de restaurar as células comprometidas pela queimadura.

A pele cultivada em torno do dedo também se mostrou eficiente durante os testes com água:

Continua após a publicidade

"Os resultados mostram que nossos equivalentes de pele em forma 3D podem servir como uma barreira de permeabilidade para evitar vazamentos de água."

Com uma resposta tão positiva, Minghao Nie da Universidade de Tóquio, afirmou que o próximo do passo do grupo é começarem a trabalhar em uma forma de cobrir um rosto humanoide com pele, mas o intuito é no futuro conseguir revestir todo um corpo robótico com pele.

Apesar de curioso, um robô coberto de pele não causaria estranheza no toque ou ao interagir ambientes médicos ou ao cuidar de pessoas nesses ambientes, o que faz essa a motivação principal na busca de tornar o aspecto visual dos robôs menos assustadores.

A pesquisa completa pode ser lida aqui.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Matter
User img

Diogo Batista

Um apaixonado por games, filmes de horror, livros e metal extremo. Começou a produzir conteúdo na internet quando tudo ainda era mato e não parou mais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.