NASA contrata mais cinco voos da SpaceX

Novo contrato encerrará em 2030

NASA contrata mais cinco voos da SpaceX
Créditos: Divulgação/SpaceX

NASA continuará usando as operações da SpaceX para suas missões na Estação Espacial Internacional (ISS) até 2030. A agência espacial dos Estados Unidos divulgou que contratará mais cinco voos com a empresa de Elon Musk, aumentando para oito o número de viagens tripuladas contratadas. A NASA já havia renovado os contratos de missões de reabastecimento da ISS em março. 

31/05/2022 às 15:59
Notícia

China quer plano de defesa contra satélites de Elon Musk

Pesquisadores das forças armada veem a Starlink como ameaça a segurança do país

NASA deixa Elon Musk "mais rico"

A contratação desse cinco voos não teve o seu valor revelado. Entretanto, ao contratar mais três as missões tripuladas em fevereiro a NASA pagou US$ 3,5 bilhões de dólares. As operações para a ISS utilizam os foguetes Falcon 9 e a cápsulas/espaçonaves Crew Dragon. A missão Crew Dragon 4 está atualmente acoplada na Estação, enquanto a Crew Dragon 5 será lançada em setembro e a Crew Dragon 6 somente em 2023.

O novo contrato entre a NASA e a SpaceX garantirá que a empresa de Musk continue, pelo menos, até 2030 realizando voos para a ISS. Mas ela não será a única até o fim da década. Recentemente, a Boeing concluiu os testes da sua cápsula de transporte Starliner. Em breve essa espaçonave receberá a autorização da NASA para missões tripuladas até a ISS.

Mais missões para as empresas

A NASA havia renovado seus contratos com a SpaceX e a Northrop Grumman em março. As duas empresas farão mais seis missões Commercial Resupply Services-2 (CRS-2) — Serviços Comerciais de Reabastecimento, em tradução livre — cada. Essas missões servem para reabastecer a ISS com suprimentos. A extensão do contrato pode ter relação com as sanções do governo americano à Rússia. A Roscosmos, agência espacial russa, costuma utilizar as naves Soyuz para reabastecer a a ISS. Entretanto, há um preocupação com a Roscosmos e a guerra na Ucrânia afetarem futuras missões com na ISS

SpaceX utiliza a espaçonave Dragon e seus foguetes Falcon 9 para as missões CRS-2, enquanto as missões tripuladas usam a Crew Dragon. Com a extensão do contrato, a empresa de Elon Musk chegará a um total de 15 missões de reabastecimento. Já a Northman Grumman realizará 14. O valor máximo que as empresas podem receber com as missões Commercial Resupply Services-2 é de 14 bilhões de dólares (cada uma). Esse valor depende do total de missões que a SpaceX e a Northrop Grumman realizaram. A NASA também contratou a Sierra Nevada Corporation para as missões CRS-2. Entretanto, a Sierra só realizou três reabastecimentos até agora.  

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Space
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.