Atrasado: Banco Central afirma que testes com o Real Digital só começarão em 2023

Cronograma aponta para estreia oficial da moeda no segundo semestre de 2024

Os testes do Real Digital, a versão digital da moeda nacional, foram atrasados para o próximo ano. Antes, o cronograma do Banco Central apontava que a fase inicial dos testes começaria no segundo semestre de 2022, mas, segundo a instituição, devido à greve dos trabalhadores do Banco Central, o período será iniciado apenas em 2023

30/05/2022 às 17:00
Notícia

Novo modelo de CNH começa a ser emitido nesta semana; é obrig...

Mudança será gradual e validade do documento permanece inalterada

Durante um debate virtual a respeito do assunto, promovido nesta segunda-feira (30) pela Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Fábio Araújo, economista do BC, comentou sobre o tema. Segundo Araújo, o atraso ocorreu por conta da greve e a expectativa agora é de que em 2023 e em boa parte de 2024 os pilotos estejam rodando e as condições para colocar o Real Digital em prática no segundo semestre de 2024 estejam prontas. 

Real Digital 

Desde agosto de 2020, o Banco Central do Brasil estuda o tema moeda digital de banco central (CBDC) para uma futura emissão desta modalidade de moeda. Em abril de 2022, a instituição confirmou o Real Digital que, de forma geral, será uma moeda alternativa, mas com o mesmo valor do dinheiro tradicional utilizado. A grande diferença para o papel moeda é que o digital não poderá ser convertido em cédulas, sendo apenas um código de barras gerado pelo BC com valor já indicado. 

31/05/2022 às 13:00
Notícia

Anatel vai avaliar necessidade de adiar para setembro implant...

O prazo original seria para entregar a implantação até o dia 31 de julho

A ideia é de que esta modalidade de dinheiro seja usada no cotidiano do brasileiros, em transações e investimentos comuns, como uma extensão do Real papel, mas que existe exclusivamente no ambiente digital. O Real Digital, no entanto, não é uma criptomoeda, já que não é privada e possui regulamentação do Banco Central, sendo distribuído por atores comuns do sistema de pagamentos nacional, como bancos e outras instituições financeiras tradicionais.  

Assim como o PIX, essa é mais uma ação do Banco Central de modernização dos métodos de pagamento. Quem tiver o interesse em utilizar a futura moeda digital brasileira deverá obter uma carteira virtual, através de um agente autorizado pelo BC

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Agência Brasil, Senado
User img

Andre Bassani

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.