Telescópio James Webb estudará geologia de duas super-Terras

Qualidade de sensores do JWST proporcionará estudo pioneiro de exoplanetas

Telescópio James Webb estudará geologia de duas super-Terras
Créditos: Divulgação/NASA

O nível de tecnologia dos instrumentos do Telescópio Espacial James Webb (JWST) e a sua localização no Espaço permitirá que ele realize observações de alta qualidade, superando o Hubble e telescópios na Terra. O exemplo disso é que o JWST será capaz de estudar a geologia de exoplanetas, começando por duas super-Terras. Saiba mais. 

30/05/2022 às 12:00
Notícia

Reservas de água na Lua? Vulcões antigos podem fornecer o pre...

O estudo foi publicado em maio no The Planetary Science Journal

Super-Terras e superquentes 

Estudar e descobrir planetas rochosos é mais difícil que gigantes gasosos pois eles ficam próximos da estrela e tendem a ser pequenos. O brilho relativo dos planetas rochosos é um dos fatores que dificultam suas observações. Mas isso não será problema para o James Webb e seus instrumentos potentes. 

JWST estudará as super-Terras 55 Cancri e e LHS 3844 b. O primeiro é coberto por lava e a sua temperatura média é de 1.700 º C. 55 Cancri está a 0,015 Unidades Astronômicas (UA, unidade de medida baseada na distância entre a Terra e o Sol), 4% da distância entre Mercúrio e o Sol, e os pesquisadores acreditam que chove lava no planeta. Cientistas querem descobrir se há uma atmosfera em 55 Cancri e a emissão de calor do lado iluminado pela sua estrela. A órbita do planeta dura 18 horas

LHS 3844 b está mais perto de sua estrela (0,005 UA) que 55 Cancri, mas ele é mais "frio", com uma temperatura média de 525 º C, já que sua estrela também é mais fria. A sua órbita dura 11 horas e ele provavelmente não possui uma atmosfera. Uma equipe de astrônomos do Instituto Max Planck de Astronomia querem utilizar o JWST para descobrir a composição da superfície do LHS 3844 b.

James Webb: anos de produção até o lançamento

 

O projeto do telescópio James Webb foi desenvolvido pela National Aeronautics and Space Administration (NASA) em conjunto com as agências espaciais europeias e canadense. Inicialmente, era previsto para ter sido lançado em 2007. Mas alguns problemas atrasaram o lançamento do modelo, um deles foi o alto custo de produção do telescópio James Webb, que estava aumentando cada vez mais e, ainda em 2005, fizeram os engenheiros repensar o projeto original.

Em 2016 o telescópio foi declarado como pronto, mas novamente o seu projeto foi suspenso por complicações de construção e ficou assim até 2019, quando ele finalmente foi montado. Entretanto, devido a pandemia causada pela COVID-19, mais atrasos aconteceram até a NASA finalmente marcar o dia 18 de dezembro de 2021 para o lançamento.

Continua após a publicidade

02/05/2022 às 14:30
Notícia

Telescópio James Webb está pronto para capturar fotos do univ...

NASA diz que imagens do JWST estão melhor do que o esperado

Através dele os pesquisadores poderão observar ainda mais coisas do espaço, podendo ver algumas das galáxias mais antigas do universo e outros corpos celestes, como buracos negros.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Space
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.