Botnet russa pode manipular 'trends' de redes sociais

Empresa de cibersegurança divulgou relatório sobre uso de botnet pela FSB

Botnet russa pode manipular 'trends' de redes sociais
Créditos: Divulgação/Samsung

A empresa canadense de cibersegurança Nisos divulgou um relatório sobre o uso da Botnet Fronton para manipulação em "larga escala" de tópicos de tendências em redes sociais. Segundo a Nisos, a botnet (rede de computadores infectados por malware que são controlados remotamente) é administrada pela 0day Technologies, sediada em Moscou, que possui contratos com a FSB, o serviço secreto russo. 

12/05/2022 às 17:35
Notícia

Elon Musk acusa Rússia de ciberataques contra Starlink

Rede de internet da SpaceX está fornecendo conexão para a Ucrânia

Botnet Fronton pode alimentar desinformação

Explicando um pouco mais sobre o conceito de botnet, ela não é um malware, mas sua criação depende da infecção de um computador com algum programa malicioso. Com diversos computadores infectados, o cibercriminoso pode utilizar sua rede de "zumbis" para diversos fins, como ciberataque de DDoS, infectar outros PCs, minerar criptomoedas ou, como no caso da Fronton, manipular assuntos das redes sociais com milhares de contas falsas.

Fronton (como a botnet russa foi batizada) instalava no computador um dashboard (chamada de SANA) para criação de contas falsas em redes sociais e publicava diversos conteúdos enganosos nos sites. Com os milhares de PCs na botnet, a 0day Technologies poderia organizar remotamente diversas publicações, escolhendo o assunto, horário de publicação, etc. Esses "eventos" adquiriam o nome "Newsbreak" (a palavra em inglês define o conceito de notícia urgente, notícia hora) no SANA. Com o uso de diversas contas falsas, o administrador da botnet poderia divulgar diversas notícias falsas e influenciar milhões de usuários de redes sociais.

Rússia possui histórico de desinformação online

O governo russo já foi acusado de manipular a opinião pública americana durante as eleições presidenciais americanas de 2016. É especulado também que o grupo hacker Sandworm seja ligado oficialmente aos órgãos de defesa do país. A publicação da Nisos também revela que um dos alvos da 0day foi uma estátua gigante de esquilo no Cazaquistão. A empresa de cibersegurança acredita que o uso da botnet influenciou na reportagem que a BBC fez sobre o assunto

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.