Filmes produzidos exclusivamente para streaming não concorrerão ao Oscar de 2023

Academia muda regras de premiação mais importante do cinema e agora só entrarão na disputa as estreias na grande tela

Filmes produzidos exclusivamente para streaming não concorrerão ao Oscar de 2023
Créditos: Divulgação/Oscars

Nos últimos anos, muitos filmes produzidos apenas para os serviços de streaming foram indicados ao Oscar, prêmio mais importante do mundo cinematográfico. Só em 2022, a Netflix teve 11 títulos na disputa. No entanto, isso não ocorrerá na próxima temporada.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pelo evento, alterou as regras do prêmioo para 2023. Todas as produções que forem lançadas apenas para essas plataformas estarão impedidas de concorrer à estatueta, incluindo curta metragens e documentários. Em resumo, deverão ser exibidos no cinema ao menos por uma semana, prática que já era adotada pelos estúdios antes da pandemia.

O novo regulamento foi divulgado pelo site The Hollywood Reporter e vale para todos os serviços de streaming. Além da Netflix, outros famosos no mercado são Prime Video, Disney Plus, HBO MaxParamount+ e PlutoTV.

Outras mudanças anunciadas pela Academia foram de nomenclatura, com as categorias de "Melhor Documentário" e "Melhor Documentário em curta-metragem" agora se chamando "Documentário em longa-metragem" e "Documentário em curta-metragem". A divisão de "Melhor Canção Original" também teve modificações e agora não poderá ter mais de três músicas do mesmo filme indicadas.

As produções que participarão da disputa pelo próximo Oscar, em sua 95ª edição, serão as lançadas entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2022 e a cerimônia já tem data marcada: 12 de março de 2023.

'Favorito' do Oscar, cinema ainda é preferência contra streaming

Apesar de estar em ascensão, o mercado de streaming ainda não supera a preferência do público pelo cinema. A Fandango, empresa americana de ingressos, divulgou um levantamento no final de abril que colocou os dois em 'embate'.

A pesquisa indicou 93% dos seis mil entrevistados preferem assistir a filmes diretamente na grande tela. Desses, 85% reiteraram que os formatos IMAX e Dolby melhoraram a experiência.

No entanto, o estudo não apontou queda do streaming em geral, já que ele segue em expansão e os filmes já chegam com rapidez às plataformas. "The Batman", de Matt Reeves, ficou disponível na HBO Max apenas 45 dias após sua estreia.

Continua após a publicidade

O levantamento também analisou os fatores para os espectadores comparecerem aos cinemas. Dentre os entrevistados, 95% vão para assistir a seus gêneros favoritos, 93% escolhem a qual ir por conta dos trailers, 91% por recomendações de amigos e familiares, 90% para se manterem atualizados nas franquias e 88% por conta de críticas positivas.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: The Hollywood Reporter
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.