Xiaomi é a terceira fabricante de celulares a atingir a marca de 500 milhões de usuários ativos

Fabricante se junta ao grupo de elite, que conta com a Samsung e a Apple

Xiaomi é a terceira fabricante de celulares a atingir a marca de 500 milhões de usuários ativos
Créditos: Divulgação/Xiaomi

A Xiaomi cresceu muito nos últimos anos e começou a tomar grande parte do mercado de celulares e outros dispositivos móveis ao redor do mundo. De acordo com a pesquisa da Counterpoint Research, a fabricante chinesa atingiu a marca de 500 milhões de smartphones instalados no início do trimestre (com usuários ativos), tornando-se a terceira empresa do ramo de celulares a alcançar este número, se juntando à Samsung e à Apple.

13/05/2022 às 14:20
Notícia

Maioria dos brasileiros prioriza cashback à marca do celular ...

Pesquisa revela que 67% dos brasileiros estão de olho no cashback

Conhecida mundialmente por ter sido uma fabricante de smartphones alternativa com preços mais acessíveis do que as de líderes de mercado, a Xiaomi passou por diversos processos até bater a marca recente. Nos últimos anos, principalmente depois da pandemia da COVID-19, a empresa apostou em aparelhos da linha premium com preços similares aos de dispositivos de marcas já consolidadas no mercado há anos.

Participação de Mercado

A marca fundada na China alcançou um grande número de usuários principalmente no mercado doméstico. A expansão global da Xiaomi foi alta, principalmente na Índia e na Europa, onde se tornou um dos três maiores OEMs (fabricantes de equipamento original) no primeiro trimestre de 2022. A empresa também alcançou diversos usuários outras regiões, como a América do Sul por exemplo.

Ainda segundo o estudo, a participação de mercado da Xiaomi teve uma alta classificação nos principais mercados regionais no primeiro trimestre deste ano. Na Índia, a empresa ficou com 23,2% de participação, na China, a fabricante teve 14,4% de todo o mercado regional, enquanto na Europa, a Xiaomi contou com uma participação de 12,6%.

Participação de mercado da Xiaomi, classificação nos principais mercados regionais - Primeiro Trimestre de 2022 (Créditos: Counterpoint Research)

A Counterpoint Research ainda mostra que "a Xiaomi classifica a receita do tráfego em seus smartphones como “ serviço de internet ”, que atingiu RMB 28,2 bilhões (US$ 4,16 bilhões) em 2021. A Xiaomi divulgou que seus excelentes usuários mensais ativos MIUI atingiram 508,9 milhões em dezembro de 2021."

"Embora os dois indicadores tenham crescido ao longo dos trimestres, a receita média por usuário (ARPU), que mede a eficiência da monetização, continuou a diminuir com a expansão da empresa no exterior. É justo dizer que as remessas de smartphones da Xiaomi no exterior não ajudaram a aumentar significativamente sua receita de serviços de internet", conclui a pesquisa.

Para finalizar, é possível que a fabricante invista no mercado de mais IoT em locais de rápido crescimento, como na Índia por exemplo, aumentando ainda mais o seu portfólio de produtos, com o objetivo de continuar concorrendo com as gigantes Apple e Samsung.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

André Lindsay

Natural de São Paulo, André é um publicitário formado em 2020 que atualmente trabalha como redator nos sites Adrenaline e Mundo Conectado. Além da paixão pela escrita e pelo mundo da tecnologia, um dos seus sonhos é se tornar dublador.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.