Tesla convoca recall por superaquecimento na CPU de 130 mil veículos
Créditos: Model X 2022 / carbuzz.com

Tesla convoca recall por superaquecimento na CPU de 130 mil veículos

Desde o dia 3, atualizações de firmware over-the-air estão sendo disponibilizadas para mitigar o problema

A Tesla, empresa automotiva e um dos exemplares bem-sucedidos do bilionário Elon Musk, anunciou oficialmente um recall de 130 mil automóveis. O motivo? Superaquecimento do processador utilizado no sistema de infoentretenimento. Ao iniciar o carregamento rápido, o hardware teria grandes chances de exceder o limite de temperatura previsto, gerando problemas de desempenho, ou mesmo o desligamento total e abrupto das telas sensíveis ao toque presentes no carro tecnológico — entre outras funções.

Até o momento, a empresa informou que não será necessário devolver fisicamente os veículos para a montadora. Desde o dia 3 de maio, começaram a disponibilizar atualizações críticas over-the-air de firmware em todos os modelos afetados pelo problema — inicialmente, ressaltaram o Model X e Model S de 2021 e 2022, assim como o Model 3 e Model Y de 2022. De acordo com as informações compartilhadas pela Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário dos EUA (National Highway Traffic Safety Administration / NHTSA):

Pode não ser fria o suficiente para evitar temperaturas mais quentes do que o esperado, o que pode desacelerar o processador.

 

Mesmo que a situação tenha sido reconhecida publicamente, não explicaram com exatidão as causas, ou como uma atualização de firmware poderia resolver totalmente, em teoria. Alguns usuários especulam que o resultado problemático é originado do processo de preparação de baterias para o uso de estações de carregamento rápido / Supercharger. A NHTSA registrou 59 casos similares ao que foi explicado nesta matéria. Indícios de possíveis usuários que se feriram ainda não foram veiculados. 

(Model X 2022 / Créditos: carbuzz.com)

Pesquisas adicionais são necessárias para afirmar se as falhas são originadas pelos chips usados atualmente, que fazem da linha AMD Ryzen. Há pouco tempo, a Tesla usava chips da linha Intel Atom. Existem relatos de outros incidentes similares nos quais atualizações de software over-the-air não conseguiram corrigir; contudo, resta apenas aguardar para avaliarmos se será o caso mais uma vez, ou se atualizar o firmware bastará para resolver os problemas de superaquecimento.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: avalanchenoticias.com.br Fonte: gizmodo.com, carbuzz.com
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.