Motor russo explode no espaço e deixa chuva de detritos orbitando a Terra
Créditos: BGR/Repordução

Motor russo explode no espaço e deixa chuva de detritos orbitando a Terra

Força Espeacial Americana está acompanhando os detritos

O 18º Esquadrão Espacial da Força Espacial Americana está acompanhando o resultado da explosão de um motor russo, que lançou uma chuva de detritos no espaço. A explosão gerou 16 novos detritos que se unem ao 'mar' de lixo espacial que circula a órbita do planeta. O motor de foguete foi catalogado como Objeto#32398 e faz parte dos equipamentos que auxiliaram o lançamento de três satélites GLONASS, em 2007.

O motor é chamado pelo governo russo como Motor SOZ (Sistema Obespecheniya Zapuska), que pode ser traduzido para algo como: Sistema de Segurança para Lançamentos. O astrofísico Jonathan Mcdowell, que trabalha no no centro Harvard-Smithsonian para astrofísicos, explica que o modelo de motor que explodiu é utilizado para garantir o posicionamento correto do satélite assim que ele entra em órbita. Porém, eles não costumam utilizar todo o combustível disponível. Por isso, é esperado que alguns anos depois, ou até uma década após o lançamento, eles acabem explodindo. 

A grande quantidade de detritos no espaço e lixo espacial não são nenhuma novidade e recentemente as empresas espaciais estão tentando criar alternativas para combater o problema. Mcdowell ressalta que pelo menos mais 64 motores desse mesmo modelo ainda estão em órbita, e que o Objeto#32398 não foi o primeiro - e não deve ser o último - a explodir. 

Problemas com Lixo Espacial

Recentemente, um caso curioso sobre um lixo espacial 'sem pai' foi acompanhado de perto por agências espaciais ao redor do mundo. O pedaço de um propulsor de foguete, pesando 3 toneladas,  colidiu com a Lua em março, deste ano. Ninguém soube identificar quem era o dono do lixo e o impacto aconteceu sem que alguém assumisse a responsabilidade pelo problema.

A primeira empresa suspeita para ser a dona do foguete foi a SpaceX, especulando-se que se trataria de um Falcon 9, mas logo tal suspeita foi descartada. A confusão principal começou quando Bill Gray, gerente do Pluto Project, software de rastreamento de objetos próximos à Terra, apontou  para a possibilidade de ser o propulsor do foguete chinês da missão Chang'e 5-T1.

06/05/2022 às 13:00
Notícia

Vídeo mostra Crew Dragon da SpaceX voltando à Terra a mais de...

Imagens foram capturadas no México, enquanto a tripulação fazia sua reentrada na atmosfera

Porém, o porta voz Wang Wenbin, da China, negou as acusações e afirmou que o propulsor se desintegrou ao entrar em contato com a atmosfera da Terra durante sua reentrada. Tais informações são reforçadas por informações oficiais dos Estados Unidos, que lista a trajetória do objeto como se houvesse entrado em contato com a atmosfera. No fim, a colisão aconteceu sem comprovações de quem seria a responsabilidade do caso. Especialistas apontam que esse evento astrológico escancara os problemas de rastreamento do lixo espacial que produzimos, algo que podemos constatar também com a explosão do motor russo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: BGR
User img

Luiz Schmidt

Estudante de jornalismo na UFSC e Escritor. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Autor do livro Histórias de Amor Talvez Estranhas.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.