"Não fale assim comigo": Google Assistente agora tem respostas contra assédio
Créditos: blog.google

"Não fale assim comigo": Google Assistente agora tem respostas contra assédio

A atualização já está disponível para os usuários da plataforma

Na última terça-feira (3), o Google começou a aplicar no Brasil a sua nova campanha, “Não fale assim comigo”, com o objetivo de combater respostas consideradas como “assédio” por parte dos usuários da plataforma. O Google Assistente é uma ferramenta criada para ajudar as pessoas a buscarem informações pela internet, mas foi detectado que muitos indivíduos usam o recurso para proferir ofensas e xingamentos.

Existe uma distinção entre as vozes femininas (vermelha) e masculinas (laranja). A primeira recebe muitos comentários “misóginos” e com discriminação relativa à aparência física, e a segunda recebe discursos de baixo calão com entonações homofóbicas. Outras investidas menos agressivas, como perguntar para o assistente: “você quer se casar comigo?”, serão respondidas com bom humor: “Eu sou feliz sendo as duas metades da minha laranja”.

Esses diferentes níveis de posicionamento são propositais — para evitar que os usuários recebam respostas duras, caso não tenham intenção. Portanto, nos casos acima, a interação ainda pode ser considerada dentro do humor. Já os considerados “comportamentos abusivos”, como tentativas de difamação, receberá um “Não fale assim comigo”, para que quaisquer “interações tóxicas” sejam limitadas desde o início. Os níveis que o sistema automatizado oferece são: bem-humorado, intrusivo e decisivo.

(Créditos: blog.google)

Apesar de ser novidade no Brasil, este é um projeto iniciado internacionalmente depois da publicação de um relatório da UNESCO, em 2019, “I'd Blush If I Could” (“Eu me envergonharia se pudesse”, em tradução livre). Os estudos destacaram que o uso de vozes femininas, em um contexto considerado como “submisso”, poderia ampliar problemas sociais, como o preconceito de gênero. Comparado com a implementação dos Estados Unidos, uma diferença notável é a entonação da resposta decisiva.

Em vez de utilizar algo como “Por favor, não fale assim comigo”, decidiram adotar uma abordagem mais direta, tirando o “por favor”. Os seus idealizadores afirmaram que “não é um favor exigir ser tratado com respeito”. E, de acordo com Maia Mau, Head de Marketing do Google Assistente da América Latina:

A gente começou com um trabalho de localização dos termos e de entender o contexto local e de termos que não apareceram globalmente, mas que no Brasil são agressões.

 

(Créditos: Divulgação Google / revistagalileu.globo.com)

Continua após a publicidade

Neste momento, o trabalho de localização está sendo focado em fazer o assistente distinguir ofensas não tão diretas, como, por exemplo: “você é uma cachorra!”. É necessário que consiga compreender quando, de fato, trata-se de uma ofensa, pois, caso contrário, poderia atrapalhar pesquisas com temas inocentes — como seria o caso com a palavra-chave “cachorro”. A adaptação para as nuances da língua portuguesa, principalmente quando gírias são utilizadas, precisa de um esforço considerável.

04/05/2022 às 08:00
Notícia

App YouTube Go será descontinuado pelo Google

Otimizações gradativas no aplicativo padrão foram responsáveis pelo redirecionamento de esforços da c...

As alterações já foram implementadas, e podem ser observadas pelos usuários da plataforma desde já. E você? Acredita que o posicionamento da megacorporação é válido? Compartilhe o seu ponto de vista aqui, nesta matéria, e nas nossas redes sociais!

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: uol.com.br, revistagalileu.globo.com, blog.google
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.