Vai um churrasco 3D? Empresa americana cria dispositivo capaz de 'imprimir' cortes inteiros de carne
Créditos: nadianb/Shutterstock

Vai um churrasco 3D? Empresa americana cria dispositivo capaz de 'imprimir' cortes inteiros de carne

Máquina criada pela Mooji Meats expande produção de alimentos por impressora 3D - objetivo é fabricação em massa

Já imaginou pedir um corte de carne e ele ser produzido inteiramente por uma impressora 3D? Essa é a ideia da startup americana Mooji Meats. A empresa desenvolveu um dispositivo que pode fabricar cortes inteiros somente com proteínas de planta ou células animais in vitro.

O diferencial da nova tecnologia é justamente a capacidade de produção. Os recursos já existentes são capazes de criar itens 'menores', como salsichas. A intenção da Mooji Meats é emular vários tipos de refeição, sua textura e seus sabores. O maior desafio é conseguir a fabricação em massa.

De acordo com Insa Mohr e Jochen Mueller, CEOs da Mooji Meats, a produção em larga escala será possível dentro de alguns meses e a intenção é entrar no principal nicho do mercado de carnes: o de cortes inteiros. Para Mohr, o público se atrairia mais por um bife vegetariano do que um hambúrguer ou uma salsicha.

Texturas ainda não agradam a maioria dos consumidores

Ela também reforçou que, apesar das formas atuais de produção de carnes vegetarianas serem mais baratas, as texturas ainda não agradam a maioria dos clientes.

“Se você vai a conferências de tecnologia de alimentos, é o tópico número um sobre o qual todos falam [cortes inteiros]", comentou Insa ao site TechCrunch "Por um lado, há a impressão 3D. Eles criam sensações na boca realmente boas e autênticas, mas é muito caro."

"Por outro, existem tecnologias mais baratas, como extrusão tradicional, eletrofiação e assim por diante, que são realmente baratas, acessíveis e escaláveis. No entanto, as texturas não agradam quando os clientes experimentam.”

Para buscar a produção em larga escala, a Mooji Meats utiliza as tecnologias desenvolvidas pela Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard (SEAS). Um dos recursos advindos do centro é capaz de fabricar centenas de materiais simultaneamente.

“Ainda precisamos de mais equipamentos", reforçou Insa. "Um terço [do orçamento] vai para a contratação. Contratamos sete engenheiros, uma combinação de cientistas e engenheiros de alimentos, incluindo engenheiros de impressão 3D. E outro terço está indo para as despesas gerais tradicionais."

Continua após a publicidade

Segundo os CEOs e fundadores da empresa, já há clientes interessados nos futuros produtos de fabricação dos cortes de carne em larga escala, mas todas as negociações estão sob sigilo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: TechTudo Fonte: TechCrunch
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.