IA da META descobre fórmula de concreto mais resistente e ecológica
Créditos: Meta/Reprodução

IA da META descobre fórmula de concreto mais resistente e ecológica

Solução produz 40% menos de carbono

A equipe da Meta IA, em parceria com pesquisadores da Universidade de Illinois, Estados Unidos, desenvolveram uma inteligência artificial capaz de desenvolver e refinar formulas que aprimoram a resistência do concreto, além de reduzir a produção de carbono durante o processo.

Em poucas semanas IA conseguiu produzir fórmula com maior índice de resistência e impacto de carbono 50% inferior

Segundo informações apontadas pelo site Engadget, os métodos tradicionais de produção de concreto são responsáveis por cerca de 8% das emissões de dióxido de carbono, anualmente, ao redor do globo. Constituído por materiais como calcário e argila, o cimento é misturado com outros elementos como areia e água para ser utilizado nas construções. O desafio dos pesquisadores era selecionar outros elementos disponíveis que pudessem produzir um cimento resistente e mais ecológico.

Para acelerar o processo, a IA da Meta foi treinada para executar a combinação de uma grande variedade de elementos em busca de uma nova fórmula para o cimento. Os professores Lav Varshney, engenheiro de computação, e Nishant Garg, do departamento da engenharia civil, ambos da universidade de Illinois, primeiro treinaram a IA com dados de 1.000 fórmulas de concreto. 

Dentre a lista de fórmulas, a equipe selecionou as cinco opções mais promissoras e permitiram que a IA refinasse o processo até que o resultado excedesse as métricas de resistência e reduzisse o impacto de carbono em, pelo menos, 40%. A IA precisou de apenas algumas semanas para processar e refinar todo o material e conseguiu uma fórmula que superou as expectativas, reduzindo em 50% o impacto de carbono durante a produção do cimento

Infelizmente, dados sobre qual a composição do composto, até o momento, não foram disponibilizados pela equipe de pesquisadores que ainda estuda para refinar a fórmula.

Aplicação no mundo real

A equipe da Meta e os pesquisadores da Universidade de Illinois, em conjunto com a concreteira Ozinga estão refinando os dados obtidos pela IA para iniciar a testagem do material em situações reais. Um dos desafios é aumentar a velocidade com que o cimento seca, para se comparar ao modelo tradicional, garantindo que as construções utilizando o novo cimento não atrasem. 

Além disso, outras testagens também precisarão ser realizadas antes de pensar em comercializar o produto. É preciso identificar como o cimento irá reagir em variadas condições climáticas, como ventos fortes, chuva, momentos de intenso calor e também alta úmidade.

Continua após a publicidade

De qualquer forma, os resultados encontrados pela IA são promissores e caso a aplicação do concreto no mundo real se revele viável, em alguns anos teremos um novo modelo de cimento ainda mais resistente e ecológico para utilizar na construção civil.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Engadget
User img

Luiz Schmidt

Estudante de jornalismo na UFSC e Escritor. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Autor do livro Histórias de Amor Talvez Estranhas.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.