Redes da Meta têm aumento no número de usuários, mas lucro da empresa cai
Créditos: Chesnot/Getty Images

Redes da Meta têm aumento no número de usuários, mas lucro da empresa cai

Dona de Facebook, Instagram e Whatsapp teve aumento de 15% na 'audiência' e variações financeiras

Apesar de muitas projeções terem indicado queda no valor de mercado da Meta, que não teve bons números nos primeiros meses de 2022, a empresa dona do Facebook divulgou bons resultados de usuários diários ativos, o que fez suas ações aumentarem de preço.

De acordo com os números de fechamento de mercado da fornecedora global Refinitiv, divulgados nesta quarta-feira (27), os preços das 'fatias' do grupo de Mark Zuckerberg subiram cerca de 15%, com 2,72 dólares por ação. No entanto, algumas estatísticas não foram das melhores: o faturamento ficou abaixo da previsão e o lucro líquido caiu.

Foram cerca de 1,96 bilhão de usuários diários ativos na semana do fechamento - acima da previsão - enquanto o número mensal foi um pouco abaixo de bateu 2,94 bilhões.

O faturamento total subiu 7% e atingiu 27,91 bilhões de dólares, mas não chegou aos 28,2 bilhões previstos pelas analistas. Já o lucro líquido caiu cerca de 21%, com 7,47 bilhões no primeiro trimestre, mas superou as expectativas do mercado de 7,15 bilhões.

A previsão de receita da organização para o segundo trimestre do ano é algo entre 28 e 30 bilhões. Na projeção dos primeiros três meses, a empresa temeu as mudanças de proteção à privacidade de clientes da Apple, sua rival, e a concorrência de plataformas emergentes - como o Tik Tok, que 'capta' muitos de seus seguidores.

Meta planeja criptomoeda para maio

Apesar do fracasso no projeto de uma criptomoeda, a Meta ainda tem planos de lançar no mercado moedas virtuais, tokens e serviços de empréstimos para o metaverso, os quais os funcionários apelidaram internamente de "Zuck Bucks", um trocadilho com o nome de Zuckerberg.

O recurso funcionaria de forma semelhante a alguns já existentes, como a moeda 'robux' no popular jogo Roblox. A companhia introduziria tokens no aplicativo que seriam controlados por ela. Além disso, também há a ideia de "tokens sociais" ou "tokens de reputação", que poderiam ser emitidos como recompensa por contribuições significativas em grupos da rede.

Segundo um memorando interno, a empresa está mais desenvolvida nas ideias que envolvem os NFTs e quer postar e compartilhar os tokens não fungíveis no Facebook a partir de maio. Zuckerberg afirmou em relatório do Financial Times a intenção de fazer o mesmo no Instagram.

Continua após a publicidade

Os novos projetos do grupo no mercado digital fazem parte de sua tentativa de voltar ao topo de 'audiência' nas mídias sociais e se manter ativa na concorrência com outras redes.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: UOL, Ars Technica
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.