Elon Musk pode desistir de compra do Twitter para 'salvar' Tesla; entenda
Créditos: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

Elon Musk pode desistir de compra do Twitter para 'salvar' Tesla; entenda

Ações da fabricante despencaram após anúncio da aquisição e relação com China está em pauta

Apesar do acordo entre Elon Musk e Twitter para compra da rede social por parte do empresário por US$ 44 bilhões, corre pelos bastidores a possibilidade, mesmo que pouco comentada, do sul-africano desistir da ideia. O motivo tem relação com outra de suas companhias: a Tesla.

Após a aquisição ter sido concluída, as ações da fabricante de carros elétricos despencaram por conta do alto custo do negócio - pois para fechá-lo, o CEO poderia ter que vender algumas 'fatias' da organização, de acordo com analistas da Reuters.

Caso se confirme, essa não seria a primeira vez que Musk cancela um negócio, caso confirmada a desistência. Em 2018, ele prometeu criar uma empresa de biscoitos para concorrer com a já consagrada See's Candies, do filantropo americano Warren Buffet, mas voltou atrás pouco tempo depois.

Pesa a favor do homem mais rico do mundo o investimento garantido pela empresa de financiamento Morgan Stanley. Além disso, caso alguma das partes cancele o acordo, deverá pagar uma taxa de US$ 1 bilhão.

A relação Tesla & China vs. Twitter

Os obstáculos não são apenas financeiros. A Tesla tem importante relação com a China, um de seus principais mercados e fornecedor de baterias para os carros elétricos que produz. O país tem o Twitter bloqueado em seu território e já teve desentendimentos com a rede por conteúdos relacionados a protestos em Hong Kong.

Jeff Bezos, CEO da Amazon, questionou a influência da nação asiática na rede social e palpitou que isso seria um caso complexo para Musk - que defende a liberdade de expressão com unhas e dentes - resolver, mas acredita em sua habilidade para isso.

"Minha própria resposta a esta questão [se haverá interferência da China] é provavelmente que não", disse ele no tuite. "O resultado mais provável a esse respeito é a complexidade no país para a Tesla, em vez de censura no Twitter."

Continua após a publicidade

"Veremos. Musk é extremamente bom em lidar com esse tipo de complexidade", acrescentou, citando no começo da conversa uma publicação de um repórter do jornal americano The New York Times sobre o assunto.

A União Europeia é outra entidade 'de olho' no Twitter. Ela quer que a empresa fiscalize quaisquer conteúdos ilegais ou prejudiciais, bem como a disseminação de fake news. No começo desta semana, o parlamento do velho continente finalizou um pacote de leis que pode punir as big techs em caso de desrespeito das diretrizes. Confira mais aqui.

Segundo Lauren Silva Laughlin e Gina Chon, colunistas da Reuters, o mercado antecipa uma possível desistência de Musk, por conta da diminuição do preço de oferta das ações da rede e algumas publicações do empresário que dão a entender uma perda de interesse.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Reuters
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.