Homem é condenado a pagar multa de US$37.000 por pilotar drone em área militar de Singapura
Créditos: Dmitry Kalinovsky/Shutterstock

Homem é condenado a pagar multa de US$37.000 por pilotar drone em área militar de Singapura

Incidente causou interdição de base aérea e redirecionamento de duas aeronaves

Jason Ng Yok Sen, de Singapura, cometeu uma infração inédita no país: ele foi multado em US$ 37 mil (cerca de R$ 183,9 mil) por pilotar um drone DJI Mavic 2 Zoom diretamente na trajetória de voo de uma pista em Tengah - base áerea militar do país.

O caso ocorreu em setembro de 2020 e sua sentença definida recentemente. Caso não consiga pagar a multa, será preso por 100 dias. É a primeira vez que o tribunal da nação asiática aplica uma sanção desse porte por operações de drones.

Na época do acontecido, Jason pilotava a máquina na pista de pouso da base aérea, que estava programa para ser utilizada para aterrissagem de duas aeronaves militares com quatro pessoas na hora seguinte.

Nesse meio tempo, um dispositivo DJI AeroScrope, instalado no local, detectou o drone e ordenou o fechamento da pista, o que fez com que os aviões fossem reencaminhados para outro lugar.

Acusação viu riscos à vida e advogado pediu multa menor

De acordo com o vice-procurador público Chong Ee Hsiun, o acusado colocou em risco os que estavam na base aérea e suas instalações, além de ter interferido na logística de operações.

"Havia um risco de colisão, que teria ameaçado vidas e propriedades", disse ele em tribunal. "A RSAF (Força Aérea de Singapura) teve que redirecionar as duas aeronaves afetadas para longe da referida pista e impor um fechamento de pista de 30 minutos devido às ações do acusado."

O advogado de Jason defendeu que seu cliente recebesse uma multa menor, já que ele não teve qualquer intenção de ferir alguém, causar acidentes ou danificar partes do local.

Continua após a publicidade

"Não se pode ignorar que não houve ferimentos reais a pessoas e/ou danos materiais ou aeronaves", argumentou o defensor. "Jason era um mero amador de drones e não tinha objetivos específicos ou intenções maliciosas de pôr em risco vidas ou propriedades, muito menos colocar em risco aeronaves em voo."

Apesar disso, não ajudou no julgamento o fato de Jason possuir permissão para voar com drones recreativos, além de ser reincidente: em duas ocasiões, ele violou a Lei de Navegação Aérea de Singapura após operar a máquina a uma altitude superior a 60 metros do nível do mar sem a habilitação necessária.

A juiz distrital Lorraine Ho destacou que o piloto também provocou interrupção das operações militares na base aérea, vista com o redirecionamento das aeronaves. Ainda não há informações se a multa será paga ou se Jason enfrentará a prisão.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: DroneDJ
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.