Deputados da União Europeia determinam padrão de USB para carregadores; confira
Créditos: Reprodução/Adobe Stock

Deputados da União Europeia determinam padrão de USB para carregadores; confira

USB Tipo-C foi votado como modelo para aparelhos de médio e pequeno porte; diretiva pode ser implementada em 2024

O Comitê de Mercado e Proteção ao Consumidor da União Europeia (UE) determinou nas últimas semanas que o USB Tipo-C será o conector de carregamento padrão pelos deputados, em votação que contou com 43 manifestações a favor e duas contra.

O resultado faz com que o modelo se torne o mais utilizado em uma ampla gama de eletrônicos de consumo de pequeno e médio porte, que inclui smartphones, tablets, câmeras digitais, fones de ouvido, videogames portáteis e alto-falantes. O Parlamento Europeu deve discutir a aprovação oficial em maio.

A iniciativa faz parte da Diretiva de Equipamentos de Rádio (em inglês: Radio Equipment Directive - RED), quadro que regulamenta a implementação de tecnologias do tipo no mercado do bloco econômico europeu.

Apenas dispositivos muito pequenos para incorporar uma porta USB Tipo-C, como smartwatches, health trackers (rastreador de atividade no Brasil) e outros equipamentos esportivos receberão isenção da nova normativa, que deve ser aplicada apenas no início de 2024.

Proteção ao consumidor e sustentabilidade

Os deputados não querem apenas a adaptação ao novo modelo mas também sinalização clara nos aparelhos de quanta energia podem fornecer, pensando em facilitar a informação ao consumidor. Junto a isso, exigem o aviso se o carregador será fornecido junto aos produtos e que a Comissão Europeia apresente estratégia para os carregadores sim fio até 2026.

O objetivo é deixar os padrões de carregamento sem fio mais abertos e operáveis entre si, para que assim os sistemas se comuniquem de forma transparente. De acordo com os votantes da diretriz, o objetivo é evitar a fragmentação do mercado, reduzir o lixo eletrônico e não prender o consumidor a modelos de carregadores específicos.

Além dos aspectos econômicos e de defesa ao cliente, as mudanças também seriam parte da preservação ao meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. Segundo relatado pelo site TechPowerUp, os países da UE produzem de 11 a mil toneladas de lixo eletrônico - somente de carregadores - por ano.

E esse não é apenas um problema do continente europeu, pois montanhas de "restos" do tipo crescem anualmente - cerca de 53 milhões de toneladas ao redor do globo.

Continua após a publicidade

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: TechPowerUp, G1
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.