"Rei do Bitcoin" é condenado a 8 anos de prisão por estelionato; cabe recurso da decisão
Créditos: Pixabay/Reprodução

"Rei do Bitcoin" é condenado a 8 anos de prisão por estelionato; cabe recurso da decisão

Cerca de 7 mil pessoas foram vítimas do esquema

Novas tecnologias, novos golpes são aplicados. Novos métodos são criados por criminosos para poder extrair dinheiro de suas vítimas. Mas, nem sempre os larápios se dão bem.

O “Rei do Bitcoin” foi condenado nesta terça-feira a 8 anos de prisão por estelionato e crimes contra o sistema financeiro nacional.

Cláudio José de Oliveira (O Rei do Bitcoin), foi acusado de fraudes através de negociações de criptomoedas. Segundo as investigações, ele lesou cerca de 7 mil pessoas com o golpe, totalizando ganhos de R$ 1,5 bilhão através das corretoras controladas por ele.

A queda do Rei

As investigações contra “O Rei do Bitcoin” e suas corretoras tiveram início em 2019, após o ele registrar um boletim de ocorrência, onde alegava ter sido vítima de um ataque hacker. Por esse motivo, na época, os valores de todos os credores foram bloqueados pela empresa. Esses valores, que segundo a Polícia Federal, nunca foram devolvidos, após a promessa que os pagamentos seriam feitos de forma parcelada.

Com o avanço das investigações a Polícia Civil e o Ministério Público começaram a desconfiar dele, motivados pela sua falta de colaboração para resolver o caso; então começaram a trabalhar com a linha de raciocínio de que o ataque era falso e que a corretora estava cometendo crimes, como estelionato.

Além de Cláudio José de Oliveira, também faziam parte do esquema, Lucinara da Silva Oliveira, esposa de Cláudio e Johnny Pablo Santos. Lucinara foi condenada por tentar  embaraçar a investigação e Santos foi absolvido de todas as acusações.

A sentença do Rei do Bitcoin foi proferida pelo juiz Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª vara federal de Curitiba. Ele cumprirá pena de 8 anos e 6 meses de prisão em regime fechado, além do pagamento de multa. Cláudio foi absolvido dos crimes de associação e organização criminosa. A defesa de Cláudio esta confiante com os futuros recursos que serão solicitados para seu cliente, pois ele foi inocentado de boa parte dos crimes pelos quais ele era acusado.

Preso desde julho de 2021, Cláudio José de Oliveira, levava uma vida de luxo e promovia grandes eventos para atrair investidores no seu suposto esquema. Além dos crimes cometidos no Brasil, ele também acumula condenações por estelionato e falsificação de documento na Suíça.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: G1
User img

Eddy Venino

Escreve sobre games, filmes, séries e tecnologia desde 2017. Já teve diversos projetos na área, entre sites especializados e podcast. Ama cultura POP e se der corda vai conversar sobre assunto por horas a fio, indo de Dragon Ball a literatura clássica. Idealizador do coletivo NOIZ; hoje tenta tornar o entretenimento um local mais receptivo para que todos possam curtir seu lado geek/nerd.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.