Curitiba terá pagamento por cartão de crédito em transporte público, mas com taxa
Créditos: Daniel Castellano/Prefeitura de Curitiba

Curitiba terá pagamento por cartão de crédito em transporte público, mas com taxa

Nova modalidade 'estreia' neste fim de semana e usuário que utilizá-la desembolsará 2,07% a mais na tarifa

Se você sonha em não precisar mais carregar dinheiro vivo para pagar a passagem do ônibus, prepare-se para realizá-lo - se morar em Curitiba. A partir do próximo sábado (16), os ônibus da capital paranaense circularão com validadores compatíveis com Near Field Communication (NFC), utilizado em sistemas de pagamentos digitais.

Com isso, o usuário poderá comprar sua passagem através de serviços como Apple Pay, Google Pay e Samsung Play apenas por aproximação. Além disso, todos os 22 terminais e 335 estações-tubo da cidade já contam com tecnologia de pagamento em cartão. A má notícia: haverão taxas de cerca de 2% nesse caso.

Veja também: Drone da Companhia de Energia Elétrica Copel é derrubado a tiros na Região Metropolitana de Curitiba

Curitiba realiza testes para pagamento em crédito ou débito desde a metade de 2020. Nessa época, apenas 153 máquinas estavam disponíveis com o recurso - destas, 109 nas estações-tubo e 44 nos ônibus. Faltava implementar os validadores nos veículos com catraca, etapa que já foi concluída.

A novidade não inutilizará o Cartão-Transporte, que funciona como passe para a rede integrada e tem vantagens para grupos como idosos ou estudantes, será uma adição, e não substituição.

O presidente da empresa Urbanização de Curitiba (URBS), Ogeny Neto, elogiou a nova tecnologia e acredita que ela servirá para a expansão da mobilidade pública da cidade.

"Trata-se de uma inovação tecnológica que traz praticidade, comodidade e mais segurança para o usuário, pois reduz a circulação de dinheiro", comentou. "Acreditamos que vamos atrair passageiros novos para o sistema, como turistas e pessoas que não têm o Cartão-Transporte."

Pagamento em cartão terá taxas e integração será reduzida

Apesar da facilidade, quem optar pelo pagamento em cartão terá que desembolar R$ 5,62, e não R$ 5,50, atual valor da tarifa dos ônibus urbanos, pois uma taxa de conveniência de 2,07% será repassada à operadora.

Continua após a publicidade

Veja também: Curitiba é a cidade mais inteligente do Brasil, segundo ranking da Connected Smart Cities

A nova modalidade terá integração gratuita com outras linhas em terminais e estações-tubo, mas fora desses, apenas com o Cartão-Transporte.

Será possível pagar até três passagens no débito ou crédito, após isso, haverá uma espera de 15 minutos até que nova cobrança possa ser realizada no mesmo cartão. As bandeiras aceitas serão Mastercard, Visa ou Elo. Quem utilizar Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay não desembolsará a taxa de 2,07%.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tribuna do Paraná
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.