Elon Musk oferece US$ 41 bilhões para comprar o Twitter
Créditos: Frederic J. BROWN / FREDERIC J. BROWN/AFP/Getty Images

Elon Musk oferece US$ 41 bilhões para comprar o Twitter

O bilionário promete destravar o ‘potencial extraordinário’ da rede social

Dono da Tesla e da SpaceX, Elon Musk ofereceu US$ 41 bilhões para a compra total do Twitter. Vale lembrar que no último dia 4 ele se tornou o maior acionista individual após comprar 9,2% em ações da rede social.

Homem mais rico do mundo, Musk ofereceu US$ 54,20 por ação de acordo com um documento regulatório divulgado nesta quinta-feira (14). Este valor é 38% maior ao que o mesmo pagou para comprar a porcentagem inicial.

11/04/2022 às 12:00
Notícia

Elon Musk faturou R$10 mil por segundo em 2021

CEO da Tesla é atualmente a pessoa mais rica do mundo

O bilionário também rejeitou uma oferta para ingressar no conselho do Twitter no início desta semana, após divulgar sua participação na empresa. Segundo analistas, o motivo é que isso impediria o empresário de possuir mais de 14,9% da empresa.

Em uma carta à companhia, Musk afirmou que, caso a oferta não seja aceita, ele "reconsiderará" sua posição de acionista.

"Desde que fiz meu investimento, me dei conta de que a companhia não vai nem prosperar nem atender a esse imperativo social em sua forma atual. O Twitter precisa ser transformado em uma empresa privada", escreveu em carta endereçada ao presidente do conselho da rede, Bret Taylor. "Esta é minha melhor oferta e a oferta final".

De acordo com a agência de notícias Reuters, o Twitter analisará a oferta de Musk com conselhos da Goldman Sachs & Co e Wilson Sonsini Goodrich & Rosati. Após a veiculação da notícia, as ações da empresa subiram 12%, enquanto as da Tesla caíram cerca de 1%. O valor total do negócio foi calculado com base em 763,58 milhões de ações em circulação, segundo dados da Refinitiv.

Críticas não param

Elon Musk se considera um absolutista da liberdade de expressão e tem criticado a plataforma de mídia social e suas políticas. Recentemente fez uma pesquisa no Twitter perguntando aos usuários se eles acreditavam que a plataforma adere ao princípio da liberdade de expressão. Inclusive, pensou em criar sua própria rede social. 

Mais recentemente ele abriu uma enquete para saber se os usuários da rede queriam a capacidade de editar tuítes. Alguns dias depois, a rede social confirmou que adicionaria a opção. A novidade está em fase de testes, e por enquanto está disponível apenas no Twitter Blue, um serviço extra com algumas ferramentas adicionais disponíveis para assinantes.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Reuters
User img

Cristino Melo

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.