Foto do Sol em altíssima resolução impressiona pela qualidade e nível de detalhes; veja
Créditos: Divulgação/ESA

Foto do Sol em altíssima resolução impressiona pela qualidade e nível de detalhes; veja

Agência Espacial Europeia produziu a imagem do astro com mais qualidade até então e especificou suas camadas atmosféricas

Já pensou como seria ver o sol, estrela principal do nosso sistema e responsável pela vida na Terra, em alta resolução? No final de março, a Agência Espacial Europeia (ESA) divulgou imagens do astro na melhor definição já tirada até hoje.

Não somente isso mas o órgão também 'separou' o sol em quatro montagens diferentes, que representam a temperatura de cada uma de suas camadas. Nelas, é possível ter uma ideia da temperatura na estrela e como as coisas são mais 'extremas' no universo.

Veja também: Foto do Sol divulgada pela NASA é incrível e diferente de tudo que você já viu

A foto principal, capa desta matéria, é composta por um mosaico de 25 imagens individuais capturadas pelo telescópio de alta resolução Extreme Ultraviolet Imager, parte do satélite Solar Orbiter. Ela contém mais de 83 milhões de pixels e grade de 9148 x 9112 px. De acordo com a agência, é a de maior resolução e mais completa fotografia da coroa solar já feita. Note que a Terra aparece no canto superior direito com seu tamanho relativo ao sol em escala.

Sol dividido em 'camadas atmosféricas'

Na imagem acima, é possível notar as quatro camadas da atmosfera do sol, divididas de acordo com sua temperatura e elemento químico.

  • Roxo: Temperatura de 10 mil ºC, correspondente ao hidrogênio
  • Azul: Temperatura de 32 mil ºC, correspondente ao carbono
  • Verde: Temperatura de 320 mil ºC, correspondente ao oxigênio
  • Amarelo: Temperatura de 630 mil ºC, correspondente ao gás neon

O responsável por essas imagens coloridas, que especificam diferentes partes do sol, foi o equipamento SPICE. O dispositivo também faz parte do Solar Orbiter e é projetado para rastrear as camadas na atmosfera da estrela, desde a coroa até a cromosfera, próxima à superfície.

A missão do satélite, que foi lançado em fevereiro de 2020, é ser um laboratório de observações do astro. Atualmente, ele está a 42 milhões de quilômetros do mesmo.

Continua após a publicidade

Veja também: Imagens de uma gigantesca erupção solar, a maior já registrada

Observações como cada camada e sua composição se comportam ajudam físicos a rastrear erupções da coroa advindas de níveis inferiores. Junto a isso, é possível monitorar as variações da temperatura no sol e como ela sobe.

Para baixar a foto de capa da matéria e vê-la completa, como compartilhada pela ESA, em alta resolução, clique aqui.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: G1, European Space Agency
User img

Fabio Tarnapolsky

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.