Astrônomos encontram galáxia mais distante já observada
Créditos: Divulgação/Harvard

Astrônomos encontram galáxia mais distante já observada

Galáxia HD1 está a 13,5 bilhões de anos-luz de distância da terra

Há muito tempo, em uma galáxia muito distante, nasciam as primeiras estrelas do Universo. A oração pode se referir há casos "hipotéticos", mas pelos menos dessa vez o sujeito é conhecido. Trata-se da galáxia HD1, o objeto astronômico mais distante (e mais velho) já observado. A senhora HD1 surgiu "apenas" 300 milhões de anos depois do Big Bang

04/04/2022 às 14:30
Notícia

Rússia ameaça Estação Espacial Internacional se sanções não f...

Módulos russos são responsáveis por ajustar órbita da ISS

Galáxia HD1 foi lar de estrelas de população 3

A descoberta (ou seria avistamento?) da galáxia HD1 é bem curiosa. No início, os cientistas do Centro de Astrofísica de Harvard-Smithsonian acreditaram que se tratava de uma galáxia starburst, nome dado para as galáxias que estão produzindo estrelas. Contudo, no momento de analisar a quantidade de estrelas "fabricadas", a equipe liderada por Fabio Pacucci, co-autor do estudo, percebeu que a HD1 produzia 100 estrelas por ano, dez vezes mais do que o esperado para uma starburst

"A primeira população de estrelas que se formou no universo era mais massiva, mais luminosa e mais quente que as estrelas modernas", explica Pacucci. "Se assumirmos que as estrelas produzidas na HD1 são essas primeiras estrelas, ou população III então as propriedades ficam mais fáceis de explicar. Na verdade, as estrelas de População III são capazes de produzir mais luz ultravioleta que as estrelas normais, o que explicaria a extrema luminosidade ultravioleta da HD1", completa Pacucci.


Distância da Galáxia HD1 para as galáxias modernas e proximidade com o início do Big Bang. Fonte: Harikane et al., NASA, EST e P. Oesch/Yale.

As estrelas de população III é como são chamadas as primeira estrelas do Universo. Previstas pela teoria da cosmologia, nenhuma estrela do tipo foi observada antes. Contundo, o artigo ainda precisa ser revisado por pares para confirmar que a galáxia HD1 emite sua luz ultravioleta de estrelas de População III. Há também a possibilidade de um buraco negro supermassivo ser o responsável por essa emissão de luz ultravioleta

Os cientistas fizeram mais de 1.200 horas de observação nos telescópios Subaru, VISTA, UK Infrared e Spitzer. Em breve, o telescópio James Webb será usado para complementar o estudo da galáxia HD1.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Harvard
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.