Amazon planejava criar um app interno de mensagens banindo palavras como "sindicato"
Créditos: Divulgação | Amazon

Amazon planejava criar um app interno de mensagens banindo palavras como "sindicato"

As informações foram veiculadas pelo Intercept

A Amazon, uma das principais gigantes da tecnologia da atualidade, especializa em varejo e e-commerce, de acordo com uma matéria de Ken Klippenstein, para o Intercept, possuía uma série de palavras proibidas para os seus funcionários. Por meio dessas informações veiculadas (obtidas por documentos internos vazados), a companhia estaria desenvolvendo um aplicativo que serviria como um chat para os funcionários.

(Créditos: REUTERS / Brendan McDermid)

O intuito principal seria "reduzir o atrito entre os trabalhadores". Ou, como diz a porta-voz da empresa, Barbara M. Agrait:

Nossas equipes estão sempre pensando em novas maneiras de ajudar os funcionários a interagirem uns com os outros.

 

Contudo, na prática, o app restringiria algumas palavras-chaves, como: "salário digno", "banheiros", "justiça", "assédio" e "sindicato". A Amazon negou as denúncias, mas os supostos termos proibidos (em inglês) podem ser visualizados nesta publicação no Twitter:

Outros bloqueios mais compreensíveis, como xingamentos e ofensas, estavam inseridos no contexto. A matéria chegou em um momento conturbado para a multinacional, pois após várias tentativas frustradas, trabalhadores de um armazém em Nova York aprovaram a formação do primeiro sindicato da megacorporação. Em 2021, segundo o Intercept, US$ 4,3 milhões foram investidos para a contratação de consultores antissindicais.

21/02/2022 às 20:10
Notícia

Funcionários das lojas Apple estão se organizando via Android...

Funcionários reivindicam melhores salários e condições de trabalho

Continua após a publicidade

Os funcionários buscaram a sindicalização após denunciarem possíveis violações de direitos trabalhistas e acidentes de trabalho. Baseando-se nas informações repassadas para a mídia, idealizadores do sindicato da Amazon teriam sido demitidos e intimidados.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: revistaforum.com.br, techdoxx.com, engadget.com, theintercept.com
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.