Denúncia: iFood teria contratado empresa de publicidade para boicotar protesto de entregadores
Créditos: Divulgação | iFood

Denúncia: iFood teria contratado empresa de publicidade para boicotar protesto de entregadores

A situação foi apurada pelo site "Agência Pública"

De acordo com uma matéria veiculada pelo site Agência Pública, o iFood teria contratado empresas de publicidade para se infiltrar e boicotar as manifestações organizadas pelos entregadores de plataforma nas redes sociais. Segundo a denúncia, as agências contratadas teriam desenvolvido estratégias para minimizar o alcance e o impacto dos protestos. Entre a principal tática utilizada, teria sido apresentar uma pauta pró-vacina ao mesmo tempo que os trabalhadores reivindicaram os seus direitos. 

Utilizando perfis falsos, essas agências escreviam com erros de português propositais, para não parecer uma intervenção profissional:

Um abaixo-assinado, com pedido da vacinação prioritária, teria sido encomendado uma semana antes pelos envolvidos, quando foram informados sobre a manifestação previamente agendada. A situação aconteceu em abril de 2021, quando as vacinas estavam sendo oferecidas para a população brasileira gradativamente. Os nomes de algumas páginas criadas artificialmente com este intuito, segundo a Agência Pública, são: Garfo na Caveira (focada em memes) e Não Breca Meu Trampo.

Quem denunciou alega ter tido acesso a 30 documentos dessas campanhas, e também afirma ter conversado com agências supostamente envolvidas, que confirmaram a campanha "pró-vacina", com duração de 12 meses. O principal objetivo seria taxar os protestos como um movimento político, para tentar diminuir o engajamento com a população.

O iFood foi contatado, e este foi o pronunciamento oficial divulgado:

"A respeito da solicitação da Agência Pública, o iFood informa que não teve acesso aos documentos mencionados e, portanto, não pode opinar sobre o conteúdo destes. A empresa recebe regularmente abordagens e propostas de campanhas de diversas agências de comunicação, porém nunca teve relação comercial com a empresa SocialQi.

Continua após a publicidade

A atuação do iFood nas redes sociais se dá estritamente dentro da legalidade, não compactuando com o uso de perfis falsos, geração de informações falsas, automação de publicações por uso de robôs ou compra de seguidores.

O iFood realiza suas comunicações institucionais apenas por seus canais oficiais e contrata agências, como a Benjamim Digital, especializadas em pesquisa de opinião, campanhas de comunicação e monitoramento de redes sociais que acompanham temas em diferentes plataformas".

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Agência Pública Fonte: canaltech.com.br, tecnoblog.net
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.