Um terço dos assinantes da Netflix nos EUA compartilham senha, segundo pesquisa
Créditos: Netflix/Reprodução

Um terço dos assinantes da Netflix nos EUA compartilham senha, segundo pesquisa

Setor busca alternativas para combater o compartilhamento

Compartilhar a senha do seu serviço de streaming preferido virou a prova de amor/amizade do século XXI. Existem muitos memes em redes sociais sobre o assunto, mas esse é um assunto que tem tirado o sono das grandes plataformas de streaming mundo afora.

Em uma recente pesquisa realizada pela Leichtman Research Group, cerca de um terço dos assinantes da Netflix nos Estados Unidos compartilham suas contas.

Fizeram parte da pesquisa online, 4.400 consumidores que confirmaram os temores que a Netflix tem sobre a situação atual com seus usuários. Entre os entrevistados, 64% declarou que paga o serviço e usa apenas em sua residência e 33% indicaram que compartilham suas contas de alguma maneira - os outros 3% são assinantes “indiretos”, que têm acesso à plataforma através de pacotes que incluem o serviço.

Compartilhamento de senhas é um desafio para o setor de streaming

Com 74 milhões de assinantes nos Estados Unidos e Canadá, a Netflix teve sua curva de crescimento achatada nos últimos anos, o que acaba dificultando o investimento da plataforma em suas produções, que hoje custam US$ 18 bilhões anualmente para a empresa.

O compartilhamento de senhas entre os usuários de serviços de streaming tem trazido grande preocupação para as empresas do setor, que buscam alternativas que não punam seus assinantes. Mas muitas das ações tomadas pela Netflix na tentativa de reprimir o compartilhamento gerou uma negativa muito grande por parte do seu público - como o anúncio de taxas mensais para aqueles que compartilhassem suas senhas.

O compartilhamento de senha é um recurso inerente à maioria dos serviços de streaming. Ele ajuda a expandir a base de usuários e reter clientes, mas também cria uma lacuna entre o número de residências que têm um serviço e os assinantes pagantes reais”, disse Bruce Leichtman, presidente e analista principal da Leichtman Research Group.

O mesmo estudo aponta que 29% dos serviços são compartilhados com pessoas de fora do domicílio do assinante.

Então, esse não é um desafio apenas para a Netflix, suas concorrentes (HBO Max, Disney+, Amazon Prime Video e Hulu) tem investindo cada vez mais em grandes produções e esse custo em algum momento será repassado para os clientes. A pergunta é: como isso vai nos impactar?

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Leichtman Research Group
User img

Eddy Venino

Escreve sobre games, filmes, séries e tecnologia desde 2017. Já teve diversos projetos na área, entre sites especializados e podcast. Ama cultura POP e se der corda vai conversar sobre assunto por horas a fio, indo de Dragon Ball a literatura clássica. Idealizador do coletivo NOIZ; hoje tenta tornar o entretenimento um local mais receptivo para que todos possam curtir seu lado geek/nerd.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.