Físicos alemães conseguiram criar um gás feito de luz
Créditos: Volker Lannert/Universidade de Bonn

Físicos alemães conseguiram criar um gás feito de luz

Gás possibilitará a criação de sensores ainda mais precisos

Físicos alemães da Universidade de Bonn conseguiram criar, pela primeira vez, um gás feito de partículas de luz extremamente comprimida.

E o resultado desse experimento não só é incrível, mas também confirma teorias centrais da física quântica, além de também servir de ponto de partida para a criação de sensores ainda mais precisos e com a capacidade medir forças minúsculas.

05/03/2022 às 19:53
Notícia

Rússia pode ter na mira pilotos de drone para consumidores na...

Sistema russo anti-drone é capaz de localizar piloto remoto em segundos

Usando de um exemplo apontado pelo site Inovação Tecnológica sobre o assunto, os gases são bem fáceis de serem comprimidos, basta termos em mente que: "Se você tapar com o dedo a saída de uma bomba de encher pneus, ainda conseguirá empurrar o pistão por grande parte do seu curso. Mas a coisa não vai funcionar tão bem com líquidos, que são bens ruins de comprimir."

No caso, como os gases consistem em átomos ou moléculas que são capazes de se moverem em velocidades que podem oscilar dentro de um espaço, e como isso se assemelha a luz. E ai chegamos aos fótons, que segundo a teoria também podem ser tratados um gás, o que permite que suas partículas podem comprimidas em condições especiais.

Esse efeito foi o que os físicos conseguiram realizar experimentalmente pela primeira vez.

"Para fazer isso, armazenamos partículas de luz em uma pequena caixa feita de espelhos. Quanto mais fótons colocamos lá, mais denso o gás de fótons se torna," explicou o professor Julian Schmitt, da Universidade de Bonn, cuja equipe já havia criado um superfóton e utilizando-o para criar poços de luz.

Continua após a publicidade

A caixa de espelhos

Para entendermos um pouco de como esse gás de luz foi criado é preciso que nos atentemos as regra geral de que, quanto mais denso é o gás, mais difícil será para comprimi-lo. Para que os físicos pudesse comprimir a luz, foi preciso colocar os fótons dentro de uma caixa de espelho. Só que quanto mais fótons era inserido nessa caixa, mais difícil se tornava comprimir suas partículas.

Isso até que os fótons ao atingir uma determinada densidade, suas partículas pararam de oferecer resistência e mudou abruptamente, tornando possível que comprimi-lo ainda mais sem quaisquer resistência.

É nesse ponto que perceberam que essa mudança de comportamento está relacionada as regras da mecânica quântica, onde uma partícula de luz apresenta uma "indefinição", e na medida que elas se aproximam muito uma das outras, elas começam a se sobrepor. O que também os físicos costumam chamar de "degeneração quântica".

Para que pudessem chegar essa definição, os pesquisadores tiveram que lidar com alguns obstáculos, o primeiro deles foi o de criar um gás com partículas variáveis e temperatura definida. Que para isso foi necessário um banho de calor": "Inserimos moléculas na caixa do espelho que podem absorver os fótons," explicou Schmitt. "Subsequentemente, eles emitem novos fótons que, em média, possuem a temperatura das moléculas - no nosso caso, pouco menos de 300 Kelvin, que é aproximadamente a temperatura ambiente. O segundo obstáculo foi pelo fato de que os gases de fótons não uniformemente densos.

"Inserimos moléculas na caixa do espelho que podem absorver os fótons," explicou Schmitt. "Subsequentemente, eles emitem novos fótons que, em média, possuem a temperatura das moléculas - no nosso caso, pouco menos de 300 Kelvin, que é aproximadamente a temperatura ambiente."

Com esse novo avanço, os pesquisadores agora afirmam que a compressibilidade quântica do gás ainda pode ser aprimorada, o que permitirá a criação de sensores ainda mais capazes de medir forças diminutas.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Inovação Tecnológica Fonte: Science
User img

Diogo Batista

Um apaixonado por games, filmes de horror, livros e metal extremo. Começou a produzir conteúdo na internet quando tudo ainda era mato e não parou mais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.