Após ameaças, Anonymous divulga 28 GB de documentos do Banco Central da Rússia
Créditos: Divulgação/Anonymous TV

Após ameaças, Anonymous divulga 28 GB de documentos do Banco Central da Rússia

Empresas especializadas ainda estão analisando os dados vazados, que conta com faturas, comunicação interna, documentos, memorandos, extratos bancários entre outros

O coletivo internacional de hackers Anonymous realmente invadiu o Banco Central da Rússia. O grupo divulgou na última sexta-feira (25), uma lista de documentos secretos em duas nuvens. São mais de 35 mil arquivos e 28 GB detalhando investimentos, acordos e negociações do governo de Vladimir Putin com oligarcas do país, empresas locais e internacionais e também outros países, revelando parcerias que eram sigilosas ao público e também registros de conversas entre as partes envolvidas.

24/03/2022 às 16:00
Notícia

Anonymous diz que invadiu Banco Central da Rússia e vai liber...

Grupo hacker ainda ameaça empresas estrangeiras que ainda estão com atividade no país

O grupo que liberou os arquivos se intitula The Black Rabbit World, fazendo parte do Anonymous. Segundo análises, os arquivos expostos incluem registros financeiros com alguns documentos de 1999. Além disso, faturas, comunicação interna, documentos, memorandos, extratos bancários, nomes de acionistas de vários bancos, licenças bancárias, nomes, endereços de clientes/clientes aparentemente de alto perfil, etc. fazem parte dos registros vazados.

 

"As pessoas não devem ter medo de seu governo, os governos devem ter medo de seu povo", afirma o grupo em seu comunicado. Além disso, afirmou que os documentos estão espalhados em vários links, caso este seja excluído, outros serão divulgados. O grupo Anonymous está em guerra contra a Rússia desde a invasão a Ucrânia há um mês. Os hackers têm ameaçado órgãos governamentais e empresas locais.

Anonymous prometeu novas invasões

No início desta semana, a Anonymous ameaçou empresas ocidentais que continuam operando na Rússia. O grupo afirma que devem parar os trabalhos no país ou correrão o risco de enfrentar ataques cibernéticos.

Continua após a publicidade

O coletivo é responsável por vários ataques à mídia controlada pelo Estado russo e sites do governo nos quais trocou à força a programação dirigida pelo Kremlin por vídeos do derramamento de sangue na Ucrânia e declarações anti-guerra. Além disso, realizou ataques cibernéticos contra o regulador de mídia da Rússia Roskomnadzor e o serviço de inteligência e segurança russo (FSB). Neste, vazou milhares de documentos confidenciais para expor os detalhes dos planos de Putin de conquistar a Ucrânia e minar a campanha de propaganda positiva iniciada por ele.

A conta oficial do Anonymous no Twitter postou ontem que as empresas tinham 48 horas para 'sair' da Rússia ou se tornariam alvo de novos ataques. O anúncio foi acompanhado por uma imagem exibindo uma variedade de logotipos de empresas. Entre elas, organizações multinacionais como o Subway, Burger King e a Bridgestone.

"Apelamos a todas as empresas que continuam a operar na Rússia pagando impostos ao orçamento do regime criminoso do Kremlin: Saia da Rússia! Damos a você 48 horas para refletir e se retirar da Rússia, ou então você estará sob nosso objetivo!", afirma.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Hacker Read
User img

Cristino Melo

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.