Anonymous diz que invadiu Banco Central da Rússia e vai liberar 35 mil arquivos
Créditos: Clint Patterson/Unsplash

Anonymous diz que invadiu Banco Central da Rússia e vai liberar 35 mil arquivos

Grupo hacker ainda ameaça empresas estrangeiras que ainda estão com atividade no país

O coletivo internacional de hackers Anonymous afirma ter invadido o Banco Central da Rússia. De acordo com o grupo, contam com mais de 35 mil arquivos prontos para divulgar nas próximas 48 horas. A ameaça foi publicada no Twitter da Anonymous.

23/03/2022 às 11:00
Notícia

O que é e como funciona o míssil hipersônico disparado pela R...

Este míssil alcança até 12.350 km/h, e tem um alcance de 2.000 km

Entre os arquivos estariam diversos acordos secretos. O The Central Bank of Russian Federation é responsável por proteger e garantir a segurança do rublo, a moeda russa que despencou desde o início da invasão da Ucrânia no mês passado.

"O coletivo #Anonymous hackeou o Banco Central da Rússia. Mais de 35.000 arquivos serão liberados em 48 horas com acordos secretos", diz a mensagem.

O ataque hacker acontece em meio a incertezas sobre o futuro da presidente do banco, Elvira Nabiullina. De acordo com informações internacionais, ela participou de uma reunião no Kremlin recentemente e saiu abatida. Além disso, postou um vídeo enigmático, onde reconheceu que a economia russa estava em uma situação 'extrema' e disse: "Todos nós gostaríamos muito que isso não tivesse acontecido".

Por outro lado, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, pediu esta semana ao parlamento que a escolhesse para outro mandato, aparentemente desmentindo os rumores de que ela poderia renunciar em protesto contra a guerra.

Anonymous prometeu novas invasões

No início desta semana, a Anonymous ameaçou empresas ocidentais que continuam operando na Rússia. O grupo afirma que devem parar os trabalhos no país ou correrão o risco de enfrentar ataques cibernéticos.

O coletivo é responsável por vários ataques à mídia controlada pelo Estado russo e sites do governo nos quais trocou à força a programação dirigida pelo Kremlin por vídeos do derramamento de sangue na Ucrânia e declarações anti-guerra. Além disso, realizou ataques cibernéticos contra o regulador de mídia da Rússia Roskomnadzor e o serviço de inteligência e segurança russo (FSB). Neste, vazou milhares de documentos confidenciais para expor os detalhes dos planos de Putin de conquistar a Ucrânia e minar a campanha de propaganda positiva iniciada por ele.

Continua após a publicidade

A conta oficial do Anonymous no Twitter postou ontem que as empresas tinham 48 horas para 'sair' da Rússia ou se tornariam alvo de novos ataques. O anúncio foi acompanhado por uma imagem exibindo uma variedade de logotipos de empresas. Entre elas, organizações multinacionais como o Subway, Burger King e a Bridgestone.

"Apelamos a todas as empresas que continuam a operar na Rússia pagando impostos ao orçamento do regime criminoso do Kremlin: Saia da Rússia! Damos a você 48 horas para refletir e se retirar da Rússia, ou então você estará sob nosso objetivo!", afirma.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Twitter, Twitter Fonte: Daily Mail
User img

Cristino Melo

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.