Youtuber de mais de 1 milhão de inscritos é preso por lavagem de dinheiro
Créditos: Hellen Leite/R7

Youtuber de mais de 1 milhão de inscritos é preso por lavagem de dinheiro

Ele praticava o crime desde 2021, onde realizava sorteio de veículos por meio de rifas e fazia a lavagem do dinheiro por empresas de fachada e testas de ferro

O youtuber e empresário Kleber Rodrigues de Moraes, mais conhecido como Klebin, foi preso na manhã desta segunda-feira (21). A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu quatro pessoas durante a Operação Huracán, da DRF/Corpatri (Divisão de Repressão a Roubos e Furtos, da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais). Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em Águas Claras, no Guará e em Samambaia.

28/02/2022 às 18:40
Notícia

YouTuber passou 100 dias no metaverso e conta em vídeo como f...

Ryan Trahan demonstrou como pode ser a rotina de uma vida virtual

De acordo com a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) o grupo praticava o crime desde 2021, onde realizava sorteio de veículos por meio de rifas e fazia a lavagem do dinheiro por empresas de fachada e testas de ferro. O esquema, de acordo com a polícia, "era altamente lucrativo e apurou-se que os criminosos movimentaram R$ 20 milhões em apenas dois anos". Além disso, o grupo não tinha autorização para realizar as rifas. Como não faziam recolhimento de impostos, eles aproveitavam para a lavagem do dinheiro, comprar novos carros e continuar o esquema.

Durante a operação, a polícia apreendeu celulares e documentos. O delegado Fernando Cocito, diretor da DRF, comentou que a esposa e a mãe do youtuber também estavam na mansão. Segundo Cocito, Klebim era o líder da organização. Somente o seu canal do YouTube, o "EstiloDUB" tem 1,27 milhão de inscritos. O Instagram também faz sucesso, com 1,3 milhões seguidores. Pelas redes sociais, ele promovia rifa de veículos de forma proibida. Os veículos eram preparados com rodas, suspensão e som especiais e as rifas eram anunciadas no site dfrifas.com.br.

"O dinheiro das rifas ilegais era lavado em empresas de fachada e depois utilizado na aquisição de veículos e propriedades de alto luxo. O ajuste criminoso era estável e capitaneado por 'influenciadores digitais', que arrastavam milhares de seguidores com o falso discurso de legalidade das rifas de veículos", detalha Fernando Cocito, diretor da DRF.

De acordo com o Ministério da Economia, mesmo que o dinheiro arrecadado com a rifa seja utilizado em projetos de caridade, a prática é considerada clandestina. A legislação permite apenas a instituições filantrópicas sorteios com venda de cotas, e é necessária uma autorização especial. Nesse caso, os sorteios devem ser realizados exclusivamente pela Loteria Federal. O influencer também é investigado por lavagem de dinheiro, que pode render até 12 anos de prisão.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: R7
User img

Cristino Melo

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.