Por US$ 250 mil, investidores compram ilha no Caribe para fundar um país
Créditos: Richard Collett/CNN

Por US$ 250 mil, investidores compram ilha no Caribe para fundar um país

Ilha com 4,8 mil metros quadrados fica a 15 minutos da costa de Belize

Uma ideia ambiciosa está próximo de se tornar realidade. O projeto Let’s Buy an Island é um projeto ambicioso que em 2018 se propôs a financiar coletivamente a compra de uma ilha. Em dezembro de 2019, as aspirações do grupo se tornaram realidade, arrecadando mais de US$ 250 mil para concluir a compra de Coffee Caye, uma ilha desabitada de 4,8 mil metros quadrados na costa de Belize.

Após a compra, o projeto cresceu mais ainda. O grupo de investidores decidiu transformar a ilha em uma nação, com bandeira nacional, hino e governo. Com o nome de "Principado de Islândia", agora ela é a mais nova "micronação" do mundo — uma entidade que reivindica independência, mas não é reconhecida como tal pela comunidade internacional.

09/02/2022 às 21:30
Notícia

Novo investimento de Jeff Bezos quer descobrir a fórmula da i...

Startup pretende prevenir e até reverter o envelhecimento

Agora, no início de 2022, acontece a turnê inaugural de Coffee Caye, enquanto um grupo misto de investidores e turistas intrigados chega à primeira ilha com financiamento coletivo do mundo. Marshall Mayer, cofundador do projeto, comentou sobre a primeira viagem a ilha.

Essa sensação de pisar em uma ilha na qual você investiu e possui”, disse Mayer, após o passeio de barco de 15 minutos a partir da cidade de Belize, “é uma sensação incrível”.

O nome, Coffee Caya vem devido ao formato da ilha. Ela é longa e fina, assim como um grão de café. Em uma margem da ilha é totalmente aberto que serve como ponto de apoio e local de abrigo para os acampamentos. A outra metade de Coffee Caye é densa, com arbustos e cercada por manguezais. No início deste ano aconteceu a primeira excursão noturna a ilha. A excursão é totalmente aberta, podendo ser investidor ou não.

Foto: Richard Collett/CNN

Ideia antiga

A ideia inicial de comprar uma ilha através de um financiamento coletivo veio de Gareth Johnson há quase 15 anos. O cofundador e CEO do projeto, comprou o nome do domínio letsbuyanisland.com depois de decidir que seria divertido comprar uma ilha e iniciar uma micronação. Então, em 2018, quando uma ilha nas Filipinas foi colocada à venda, a velha ideia de Johnson de fazer o financiamento coletivo de uma ilha foi reacendida.

"Quando Gareth me deu a ideia pela primeira vez, pensei: meu Deus, não, isso nunca se tornará realidade”, disse Mayer, que conheceu Johnson em uma viagem organizada pela Young Pioneer Tours. “Mas ele começou a explicar quanto uma ilha poderia custar, e percebemos que, na verdade, existem partes do mundo onde comprar uma ilha era muito mais realista do que eu jamais pensei ser possível, especialmente se juntarmos nossos reservas financeiras”, esclareceu. 

Continua após a publicidade

Os membros fundadores estabeleceram desde o início que cada ação na ilha custaria US$ 3,25 mil. Até agora, eles venderam quase 100 ações e estão contando. Enquanto os investidores podem comprar várias ações, cada pessoa tem direito a apenas um voto no processo democrático de tomada de decisão.

Uma lista de ilhas nas Filipinas, Malásia, Irlanda, Panamá e Belize foi elaborada após extensa pesquisa, e os investidores votaram em Coffee Caye, já que é uma típica ilha tropical, também é razoavelmente fácil de alcançar e que eles podiam comprar à vista.

A Coffee Caye foi comprada por US$ 180 mil mais impostos, e a venda foi concluída em dezembro de 2019 – pouco antes da Covid-19 interromper quaisquer outros planos.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: CNN
User img

Cristino Melo

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.