Mais uma limitação: Google pausa vendas via Google Play Store na Rússia
Créditos: Divulgação | Google

Mais uma limitação: Google pausa vendas via Google Play Store na Rússia

Esta limitação afeta apenas quem quiser adquirir novos produtos e/ou renovar assinaturas

Os impactos causados pela Guerra na Ucrânia continuam sendo sentidos por todo o mundo. Após as aplicações de sanções internacionais, e mesmo após o bloqueio do Facebook e do Twitter em território russo, depois de muitos problemas políticos internos, desta vez mais um serviço oferecido pelo Google foi afetado. A companhia confirmou na última quinta-feira, 10 de março, que os pagamentos realizados dentro da sua plataforma no ecossistema Android, o Google Play Store, foram pausados. Isso significa que quem tiver um smartphone com esse sistema operacional, na Rússia, não poderá realizar novas compras por enquanto.

E isso se aplica para outras funcionalidades pagas da loja, como ativar assinaturas e/ou renovar. As compras de quaisquer itens presentes nesse ambiente virtual, como livros e filmes, também não estarão disponíveis. A justificativa da empresa é que após o país ser expulso do SWIFT, o poderoso sistema bancário internacional, os pagamentos originados daquele local não poderão ser recebidos.

Segue o comunicado divulgado para a imprensa, por meio de um porta-voz:

À luz das circunstâncias extraordinárias, estamos pausando os anúncios do Google na Rússia. A situação está evoluindo rapidamente e continuaremos compartilhando atualizações quando apropriado.

 

A limitação, até o momento, afeta os interessados em adquirirem novos produtos digitais. A loja em si ainda continua acessível, e é possível baixar aplicativos que já tenham sido adquiridos anteriormente - ou mesmo os gratuitos. Outras empresas multinacionais estão boicotando diretamente a região - alguns exemplos recentes e relevantes são a Apple e a Sony.

Anteriormente, o Google bloqueou a possibilidade de monetização do YouTube para os canais russos. Muitos "estranhamentos" entre o governo e sites internacionais aconteceram recentemente. A Rússia já tentou barrar a utilização dos termos "Invasão" ou "Guerra", quando se referem aos conflitos com a Ucrânia, e a maioria dos portais e outros profissionais da comunicação não acataram. Este foi um dos motivos que iniciou os atritos com as redes sociais, como o Facebook - que também é um grande aliado dos cidadãos ucranianos durante esta fase.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: support.google.com
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.