Rússia suspende envio de motores de foguete para os EUA
Créditos: Reprodução | NASA Space News

Rússia suspende envio de motores de foguete para os EUA

Essas medidas afetarão inicialmente a United Launch Alliance (ULA) e a Northrop Grumman

Após a invasão das forças militares russas na Ucrânia, os Estados Unidos e o mundo começaram a aplicar sanções contra a Rússia. Apesar de em um primeiro momento não parecer preocupar muito Vladimir Putin, o país respondeu os EUA de maneira similar: suspendendo o fornecimento de motores de foguete para os norte-americanos. Mesmo não afetando profundamente as missões espaciais estadunidenses, significa que a forma de envio das cargas para a Estação Espacial Internacional (ISS) será alterada.

A postura adotada foi anunciada publicamente por Dmitry Rogozin, chefe da agência espacial russa (Roscosmos), diretamente pelo canal local chamado de "Russia-24". Essa medida afeta os motores de foguete fabricados pela NPO Energomash. O impacto será sentido principalmente por duas companhias nos EUA: a Northrop Grumman, responsável por enviar cargas da agência espacial para a Estação Espacial Internacional, e a United Launch Alliance (ULA), afetando em partes o Departamento de Defesa e também alguns lançamentos da NASA.

Reações iniciais

A ULA já está ciente da situação, e afirmou que possui a quantidade necessária do motor RD-180 para os próximos lançamentos previstos. Esses motores são utilizados há quase 20 anos no foguete chamado de Atlas V. Anteriormente, em crises políticas passadas, o Congresso norte-americano proibiu o uso desses equipamentos; contudo, posteriormente, essa proibição foi anulada. Alguns impactos definitivos foram gerados por essa situação. Depois dessa decisão, a ULA começou a desenvolver o próximo foguete, conhecido como "Vulcan".


RD-180 (Créditos: spacenews.com)

Uma empresa chamada Blue Origin foi contratada para desenvolver o motor, conhecido como BE-4. Foi informado por Tory Bruno, CEO da United Launch Alliance, que as primeiras peças estão quase prontas, e ainda neste ano poderá acontecer o lançamento inaugural. Bruno também afirmou que mais de duas dúzias de motores russos estão armazenados, mas que ele e os profissionais da ULA estão trabalhando em uma transição de contratos com o Departamento de Defesas, e usarão o Atlas V na primeira fase desse contrato. Os lançamentos posteriores serão feitos pelo Vulcan.

E a Northrop Grumman?

Se a ULA já tinha alguns planos para driblar os problemas com os motores russos, a Northrop Grumman, por sua vez, será mais afetada por essas medidas restritivas. O RD-180 é usado no foguete Antares. Antes da crise internacional, a Rússia iria entregar 12 peças para a empresa nos próximos 2 anos (entre 2022 e 2024), porém, a negociação foi suspensa. O Antares é responsável por enviar a nave Cygnus, que transporta as cargas da INSS - e estavam planejando dois lançamentos durante os próximos anos. Os responsáveis ainda não se manifestaram após o posicionamento russo.

03/03/2022 às 14:40
Notícia

SpaceX Falcon 9 vai ao espaço colocar 47 satélites da Starlin...

Veja o vídeo da transmissão da decolagem do Falcon 9, que ocorreu nesta manhã

A SpaceX, famosa empresa de Elon Musk, não foi afetada por essas restrições internacionais. O Falcon 9 e a Crew Dragon continuam lançando cargas e viajantes para o espaço, e todas as suas fabricações são feitas totalmente nos Estados Unidos. Esta sem dúvidas é uma boa notícia para a NASA, pois vários contratos foram firmados com a SpaceX.

 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: canaltech.com.br, NASA Space News (Canal do YouTube)
User img

Guilherme Pinheiro

Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.