Rússia bloqueia acesso ao Facebook e Twitter no país
Créditos: Reprodução/Facebook

Rússia bloqueia acesso ao Facebook e Twitter no país

Órgão do governo confirmou informação no site oficial

Roskomnadzor, órgão de "controle de mídia" (censura) da Rússia, confirmou em seu site oficial que bloqueou o acesso ao Facebook no país. A medida foi tomada por dois motivos, um oficial e outro realista. O primeiro, o bloqueio da Meta sobre as páginas dos veículos estatais. Mas o motivo real é controlar publicação que fogem da narrativa russa sobre a guerra na Ucrânia.

02/03/2022 às 13:45
Notícia

Instagram adicionará função de legendas automáticas aos vídeos

Funcionalidade já existe no YouTube e TikTok

Órgão estava limitando acesso nos últimos dias

Desde as primeiras sanções de governos estrangeiros e de empresas, como o próprio Facebook, o órgão regulamentador de mídia da Rússia, conhecido como Roskomnadzor, iniciou um processo de restringir o acesso às redes sociais e veículos de comunicação estrangeira no país. Essa primeira etapa teve relatos de usuários do Facebook e Twitter no país serem restringidos de acessar as redes sociais. O órgão governamental também acusou o Facebook de censura.

Redes sociais, como o Facebook, Twitter e YouTube, bloquearam mídias estatais russas, como o RT e Sputnik, para combater a narrativa falsa de "operação especial" que o governo russo estava realizando para "desnazificar" a Ucrânia e combater o genocídio de russos no país vizinho. Os veículos de propriedade do governo estão servindo como propaganda para o regime Putin. A ação do Rorskomnadzor visa manter a narrativa do Kremlin sobre a invasão à Ucrânia.


Fonte: Oleg Magni/Pexels

Lei anti "fake news" aprovada

 

02/03/2022 às 10:15
Notícia

Mulher perde iPhone no vaso sanitário e reencontra aparelho d...

A inusitada história foi compartilhada no perfil de Facebook de Becki Beckmann

Nesta sexta-feira, a câmara da Rússia aprovou uma lei para punir com 15 anos de prisão quem divulgar "fake news" sobre a guerra. Uma rápida busca pelos veículos estatais do país mostra que em nenhuma momento se usam as palavras "guerra" ou "invasão", apenas operação especial e acusações da Ucrânia ser governada por fascistas. Veículos independentes da Rússia já começaram a ser censurados por utilizar os termos guerra ou invasão. O jornal Novaya Gazeta, um dos poucos abertamente críticos do ditador Putin, cujo editor Dmitry Muratov ganhou um Nobel da Paz, anunciou que teria que excluir todo seu conteúdo sobre a Guerra na Ucrânia.

Filiais russas de veículos europeus, como BBC (Inglaterra), e sites de notícia europeu, como o Deutsche Welle, foram bloqueados no país por não adotar a versão do governo sobre a guerra na Ucrânia.

Continua após a publicidade

putin khuylo

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Engadget, PetaPixel
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.