Antonov An-225: veja como ficou o maior avião do mundo, destruído pelos russos após invasão à Ucrânia
Créditos: Reprodução/Channel One

Antonov An-225: veja como ficou o maior avião do mundo, destruído pelos russos após invasão à Ucrânia

Imagens indicam não haver possibilidade de restaurar o avião

Após a confirmação da destruição do Antonov An-225, fãs de aviação pelo mundo ficaram no aguardo das imagens para entender o estrago no Mryia. E o estrago é tão chocante quanto outras imagens de bombardeios e mortos civis na invasão Russa

28/02/2022 às 13:18
Notícia

Sonho acabado: Rússia destrói Antonov-255 Mriya, o maior aviã...

Ucrânia disse que cobrará da Rússia o custo de US$ 5 bilhões da reconstrução

Antonov An-225 reconhecido pelo seu nariz

As imagens foram divulgadas pelo Channel One, canal estatal russo e um dos principais meios de propaganda da ditadura Putin. O vídeo mostra que o nariz do Antonov An-225 e três motores da asa esquerda são as únicas partes ainda reconhecidas. A repórter acusa os soldados ucranianos de bombardearem o maior avião do mundo enquanto atacavam o exército invasor. Essa informação precisa, como se diz em inglês, ser levada com um grão de sal, gíria para desconfiança. Tanto pela fonte quanto pelas informações preliminares.

Logo no primeiro dia de invasão, o exército russo iniciou um ataque ao aeroporto de Hostomel (também grafado como Gostomel). O objetivo era destruir aeronaves militares em solo e controlar a maior pista de aviação da Ucrânia para o envio de mais tropas na tomada de Kiev, capital do país. Os militares russos iniciaram a ofensiva bombardeando hangares e aviões estacionados. Um desses hangares estava o An-225 e imagens dos primeiros momentos da guerra, e inclusive do vídeo do canal estatal, mostram um rombos no teto do hangar.


Fonte: Reprodução/Channel One.

Sonho soviético, legado ucraniano e serviço mundial

An-225, apelidado de Mryia (sonho ou inspiração em ucraniano), era o maior avião de carga do mundo, com peso máximo de decolagem de 640 toneladas. De propriedade da fabricante estatal de aviões Antonov (Ucrânia), somente um modelo do cargueiro foi fabricado. O avião nasceu com o propósito de carregar o ônibus espacial soviético Buran. Uma segunda unidade está entre 60% e 70% construída, que será o modelo reconstruído pela Antonov. O An-225 ficou fora de operação nos anos entre 1994 e 2000, quando finalizaram a sua reforma. 

Antonov fretava o avião para transportes pesados de carga. Ele teve duas passagens pelo Brasil, uma em 2010 e outra em 2016. Na primeira, pousou no Aeroporto de Guarulhos, São Paulo, para entregar três válvulas para a Petrobras. Na segunda, "visitou" dois aeroportos: Viracopos, em Campinas, e Guarulhos novamente. O avião teve que pousar em Campinas para descarregar o suporte do gerador que ele levaria para o Chile. Esse gerador foi carregado em Guarulhos. Algumas cargas só podiam ser transportadas rapidamente pelo An-225, já a via marítima seria muito demorada.

Continua após a publicidade

02/03/2022 às 17:30
Notícia

Jovem que rastreou jatinho de Elon Musk agora rastreia jatos ...

Jack Sweeney também criou conta no Twitter para rastrear avião presidencial de Putin

Obviamente, as vidas civis perdidas na guerra são muito mais tristes que a perda de um avião. Entretanto, a destruição do An-225 tem também um valor-notícia para a economia e logística mundial.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.