Telegram atende pedido do STF, suspende contas, e não será bloqueado no Brasil
Créditos: Telegram/Reprodução

Telegram atende pedido do STF, suspende contas, e não será bloqueado no Brasil

Três contas envolvidas em propagação de discurso de ódio e fake news foram supensas

O Telegram, neste sábado (26), acatou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e suspendeu três contas investigadas por propagação de discurso de ódio e fake news. O pedido foi realizado pelo Ministro do Supremo, Alexandre de Moraes.

Caso não acatasse o pedido, a plataforma ficaria fora do ar por 48 horas, além de multa de R$ 100 mil por dia, segundo a decisão do Supremo. Em comunicado oficial, o STF declarou: "Em respeito à decisão judicial proferida pelo Ministro Alexandre de Moraes nos autos da PET 9935, o Telegram suspendeu três contas atribuídas a um dos investigados pela suspeita de liderar esquema de financiamento de milícias digitais no Brasil".

Blogueiro bolsonarista

Dentre as contas suspensas, está o canal de Allan dos Santos, blogueiro aliado ao atual presidente Jair Bolsonaro que também foi alvo de medidas semelhantes em outras redes sociais, como Twitter e Youtube.

A página de Allan dos Santos tinha mais de 100 mil seguidores. Agora, o blogueiro abriu uma conta reserva no Telegram, com cerca de 13 mil inscritos. De acordo com os comentários de Allan, o seu canal não foi derrubado e pessoas que vivem fora do Brasil podem acessar o sua página no Telegram naturalmente.

Allan afirma que o Telegram foi obrigado a ceder a pressão jurídica externa. "O Telegram disse que eu teria violados leis brasileiras e quem falou isso foi um juiz. Como que o Telegram vai dizer para um juiz que eu não fiz isso?", questionou Allan dos Santos.

Atualmente, Allan dos Santos está foragido nos Estados Unidos, desde a decisão do Ministro do Supremo Alexandre de Moraes, que mandou prendê-lo no dia 5 de outubro. O Ministro determinou a prisão devido ao inquérito das milícias digitais, além de pedir para incluir o nome de Allan dos Santos na lista de Difusão Vermelha da Polícia Internacional (Interpol), para que ele seja presi em qualquer país. Até o momento, o nome de Allan dos Santos não foi incluído na lista da Interpol, portanto o blogueiro bolsonarista não precisa temer ser preso em solo americano.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: UOL, Terra
User img

Luiz Schmidt

Estudante de jornalismo na UFSC e Escritor. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Autor do livro Histórias de Amor Talvez Estranhas.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.