Placa-mãe BioStar TB250-BTC é projetada para mineração de Bitcoin

Placa-mãe BioStar TB250-BTC é projetada para mineração de Bitcoin

A Biostar lançou a placa-mãe TB250-BTC, que tem uma proposta bem diferente: otimizar operações mais densas de mineração de bitcoin. De acordo com a companhia, a mainboard tem foco em estabilidade e em resistência para operar em condições de aquecimento mais extremas.

O motivo é suportar os longos períodos de tempo que o hardware vai passar enquanto realiza o processo mineração. Isso porque eles buscam suportar o uso de múltiplas GPUs, prática comum entre quem minera bitcoins.

A promessa da companhia é de que as peças da TB250-BTC se deterioram de maneira mais lenta, o que resulta num melhor ROI (Retorno de Investimento), pela menor necessidade de manutenção.

A placa-mãe suporta processadores com o socket LGA 1151 e até 32 GB de memória RAM DDR4 com velocidades de até 2400 MHz.  Ela ainda inclui solução ethernet com velocidades Gigabit, para oferecer uma conexão mais rápida de alta confiabilidade. Ainda será incluso um conector M.2.

Especificações | BioStar TB250-BTC

Chipset Intel B250
Suporte a CPUs Intel Core i7 LGA 1151, Intel Core i5 LGA 1151, Intel Core i3 LGA 1151 e
Intel Pentium LGA 1151 Processor
TDP Máximo da CPU 95 Watts
Memória Suporta Dual Channel DDR4 2400/2133/1866 MHz
Slot de Memórias 2 x DDR4 DIMM, Suporta até 32GB de memória RAM
Slot de expansão 1 x PCI-E x16 3.0 e 5 x PCI-E x1 3.0
Armazenamento 6 x SATA3 e 1 x M.2 Key M 32Gb/s
USB 4 x USB 3.0 Port e 6 x USB 2.0 Port
LAN Realtek RTL8111H - 10/100/100

User img

Redação MC

Redação do Mundo Conectado

Samsung Q80T vs. LG NANO90: Confira qual a melhor TV em JOGOS, FILMES e ESPORTES?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.