Rússia restringe acesso ao Facebook para "proteger mídias locais"
Créditos: Reprodução/Facebook

Rússia restringe acesso ao Facebook para "proteger mídias locais"

Órgão regulador de mídias disse que Meta está violando liberdade dos cidadãos

Rússia bloqueou parcialmente o acesso ao Facebook no país após restrições aplicadas pela plataforma. A justificativa oficial pode não ser a verdadeira, e sim uma retaliação às sanções impostas pelo Estados Unidos e uma maneira de manter o discurso mentiroso que justificou a invasão à Ucrânia. O Roskomnadzor, órgão regulador de comunicação, informou que desde 2020 registrou 20 casos de censura na rede socialPutin khuylo 

25/02/2022 às 15:00
Notícia

Exército ucraniano pede que cidadãos com drone ajudem a cidad...

Pedido foi feito por órgão nacional através de um publicação no Facebook

Facebook pode ter removido conteúdo falso

Uma das justificativas do presidente Vladimir Putin invadir a Ucrânia foi a de um genocídio contra a população de origem russa na região de Donbass, leste do país. As acusações, chamadas de falsas por diversos países, são divulgadas nas mídias estatais da Rússia. Veículos como a emissora de televisão RT (anteriormente conhecido como Russia Today) reproduzem o discurso do presidente russo, afirmando até mesmo que o governo Ucraniano, presidido por um judeu, é neonazista. 

Essas informações mentirosas, popularmente chamadas de fake news, são parte da estratégia de propaganda Putin para convencer a população e uma parte do mundo de que a invasão foi ao país vizinho é justificada. A remoção de conteúdo falso do Facebook é apontado como a principal causa de retaliação da Rússia contra a rede social americana. A declaração do Roskomnadzor diz que o Facebook está violando os diretos e liberdades dos cidadãos russos. Curiosamente, protestantes na ditadura Rússia precisam utilizar códigos para organizar protestos e milhares já foram preso em marchas contra a guerra na Ucrânia.

Sem informações sobre o WhatsApp no país

 

O site The Verge tentou entrar em contato com um representante da Meta, dona do Facebook, Instagram e WhatsApp, mas ele não tinha respostas sobre os bloqueios das redes sociais na russa. O WhatsApp também pode ser um dos apps bloqueados pelo governo russo, mas o país já tem uma grande comunidade no Telegram, principal meio de comunicação "fora do radar" no país. 

24/02/2022 às 16:57
Notícia

Facebook, Google, Twitter e Mercado Livre divulgam carta aber...

Confira o posicionamento dessas empresas sobre os possíveis impactos desse projeto

Roskomnadzor acusou o Facebook de 23 casos de censuras desde outubro de 2020. Não é nada novo, visto que o mesmo órgão já reclamou da demora do Twitter em remover conteúdos ilegais.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.