Magalu e Havan pedem ao governo para que produtos ilegais vindos da China sejam taxados
Créditos: Shopee/Reprodução

Magalu e Havan pedem ao governo para que produtos ilegais vindos da China sejam taxados

Varejistas chinesas crescem na preferência dos brasileiros

Seja numa propaganda no Youtube ou no horário nobre na TV aberta, você já deve ter visto o astro do cinema e lutador de Kung-Fu, Jackie Chan, vestido com roupas laranjas e distribuindo “golpes Shopee” na concorrência. Mas a concorrência quer revidar.

Magazine Luiza e Havan encabeçam um movimento que pede a taxação de produtos ilegais que são comprados na China. Em resposta, o governo Bolsonaro começa a mover seus pauzinhos, através do ministro da economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para que essa taxação ocorra.

Crescimento da Shoppe assusta

Esse movimento feito por grandes varejistas está atento a valores que ultrapassam 50 bilhões de reais no setor. Shopee e AliExpress são as empresas que mais tem dado dor de cabeça aos bilionários brasileiros.

A Shopee foi citada por 36% dos brasileiros em uma recente pesquisa, referente a compras feitas em 2021, segundo o analista Morgan Stanley. Em comparação, em 2020, apenas 6% dos brasileiros tinham a varejista chinesa em mente quando pensavam em compras online.

Já a AliExpress, através de Ken Huang, chefe da empresa no Brasil, anunciou em 2019 que abriria um armazém no país para despachar os produtos vindos da China. Ele mira na agilidade das entregas, tornando a logística o foco para que a companhia possa fazer frente às varejistas brasileiras.

E em meio a tudo isso, as varejistas brasileiras têm sofrido outros golpes, como o estado atual da economia brasileira e perda de valor dos papéis na bolsa, o que fez com essas empresas encolhessem em 58%. Em contrapartida, analistas do banco Goldman Sachs, projetam um crescimento de 20% pela Shopee nos próximos três anos.

Recentemente, Ibaneis Rocha (MDB), governador do Distrito Federal, taxou com alíquota de 18% do ICMS para compras advindas do exterior e de empresas que não tenham um centro de distribuição aqui no Brasil.

Infelizmente, isso deve afetar os consumidores que costumam realizar compras online no exterior por causa dos preços mais acessíveis.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Veja
User img

Eddy Venino

Escreve sobre games, filmes, séries e tecnologia desde 2017. Já teve diversos projetos na área, entre sites especializados e podcast. Ama cultura POP e se der corda vai conversar sobre assunto por horas a fio, indo de Dragon Ball a literatura clássica. Idealizador do coletivo NOIZ; hoje tenta tornar o entretenimento um local mais receptivo para que todos possam curtir seu lado geek/nerd.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.