Água em Marte pode ter durado 1 bilhão de anos a mais do que o imaginado
Créditos: Divulgação/NASA/JPL-Caltech/MSSS

Água em Marte pode ter durado 1 bilhão de anos a mais do que o imaginado

Estudo publicado recentemente sugere nova data para desaparecimento da água no planeta vermelho

Hoje sabemos que não há vida em Marte (e David Bowie teve a sua pergunta respondida) não dá para dizer se já houve vida nele. O que sabemos é que o planeta vermelho já teve uma grande quantidade de água na sua superfície, com um vasto oceano, lagos e canais. Um estudo recente, publicado no fim de 2021 na revista AGU — American Geophysical Union Advances, sugere que o período de existência de água corrente em Marte foi maior do que imaginado.

24/01/2022 às 17:57
Notícia

Telescópio James Webb chega no ponto final da sua viagem

JWST viajou por um mês até atingir o ponto Lagrange 2

Água em Marte por mais 1 bilhão de anos 

Os estudos anteriores sobre o assunto indicavam que a água sumiu de Marte 3 bilhões de anos atrás. Entretanto, esse novo estudo, liderado pela — na época — doutoranda da Caltech Ellen Leask, indica algo diferente. Ellen Leask analisou imagens de depósitos de cloreto de sódio (o famoso sal) tiradas pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter para analisar a data dos depósitos. Leask estudou dezenas de imagens desses depósitos, avaliando também a quantidade de crateras nesses depósitos. O método de "contagem de crateras" avalia que quanto mais "jovem" uma região, menos crateras ela deve ter. Assim é feito a estimativa de idade da região.


Planíce Bosporos em Marte. As manchas brancas são depósitos de sal em um canal seco no planeta vermelho. Fonte: Divulgação/NASA/JPL-Caltech/MSSS.

O método de "contagem de crateras" da já Doutora Ellen Leask aumentou em 1 bilhão de anos o período de existência de água líquida e superficial em marte. Assim, a data especulada no estudo é de que a água ainda corria em marte há 2 bilhões de anos atrás, e não 3 bilhões. A promissora pesquisa de Leask deve instigar novos estudos para avaliar outras crateras com depósitos de sal e, principalmente, levar novos ideias para a questão de vida em marte.

Água é fundamental para a vida, mas não certeza dela

O 1 bilhão a mais no tempo que Marte teve água indica novas percepções sobre a geologia e ecossistema do planeta. Tentando simplificar e exemplificar a importância desse 1 bilhão de anos, vamos imaginar um vaso de planta. Se você rega a planta regularmente por um mês, ela provavelmente não se desenvolverá. Mas se você rega ela regularmente por um ano, ela pode até render frutos. Marte pode ter tido um período habitável, mas água não é sinônimo de vida. A existência de água é um dos muitos fatores para garantir formas de vida. Atualmente não há corpos de água como rios, lagos e mares em Marte, mas há gelo nos polos do planeta.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Space
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.