iPhone volta a ser o smartphone mais vendido na China após 6 anos
Créditos: Laurenz Heymann no Unsplash

iPhone volta a ser o smartphone mais vendido na China após 6 anos

Apple superou empresas como Huawei, vivo, OPPO e Xiaomi para chegar no primeiro lugar

A China oferece um mercado bastante competitivo no quesito de smartphones, onde diversas fabricantes internas acabam concorrendo e sobressaindo contra empresas estrangeiras. Mas, com o lançamento do iPhone 13, a Apple conseguiu se sobressair no competitivo mercado e assumir a liderança de vendas de celulares pela primeira vez em seis anos.

25/01/2022 às 16:47
Notícia

Criador do aplicativo iBeer ganhou US$ 20.000 por dia

App foi um dos primeiros "sucessos" do iPhone

De acordo com um relatório realizado pela Counterpoint Research, a gigante de Cupertino apresentou um crescimento trimestral de incríveis 79% entre os meses de outubro a dezembro de 2021, alcançando uma participação de mercado total de 23%. Com isso ela volta a conquistar o primeiro lugar no país asiático, algo que ela não conseguia alcançar desde o quarto trimestre de 2015.

Além do crescimento nesses trimestre, a empresa também apresentou um aumento de 32% no seu número de vendas em relação ao mesmo período de tempo do ano anterior. Isso mostra a ótima recepção do mercado chinês ao lançamento dos aparelhos da série iPhone 13, principalmente os com a cor baunilha.


Créditos: Reprodução / Counterpoint Research

Atrás da Apple com os seus 23% vem a fabricante vivo, que foi responsável por uma participação de 19% do mercado de smartphones na China, mas a fabricante apresentou um declínio de 6% no número de vendas em relação ao ano anterior. A OPPO também apresentou o mesmo declínio em comparação ao ano anterior, mas mesmo assim se manteve como a terceira empresa que mais vende smartphones no país, sendo responsável por 17% do mercado.

Quem vem surpreendendo em 2021 é a Honor, que apresentou um crescimento de uma participação de 9% para 15%, apresentando um aumento de 50% no seu número de vendas em relação ao ano anterior. A Xiaomi é a sexta empresa no mercado chinês e aumentou a sua participação de 12% em 2020 para 13% em 2021.

26/01/2022 às 10:52
Notícia

Xiaomi Redmi Note 11 é oficial: câmera de 108 MP, display 120...

Fabricante também apresentou o novo Redmi Note 11 e Note 11S

É destacável no ranking a queda da Huawei, que sofreu bastante com as sanções do governo dos Estados Unidos e caiu de uma participação de 23% em 2020 para apenas 7% em 2021. A gigante chinesa apresentou uma queda de 73% no seu número de vendas em relação ao mesmo período do ano anterior.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Counterpoint Research, GSMArena
User img

Willian Ferreira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.