Hackers invadiram sistema de trens da Belarus por uma boa causa
Créditos: Dmitry Vechorko/Unsplash

Hackers invadiram sistema de trens da Belarus por uma boa causa

Grupo tenta impedir que militares russos atravessem o país para chegar na fronteira da Ucrânia

Um grupo de hackers, conhecidos como Cyber-Partisans, assumiu a autoria de um ataque hacker ao sistema ferroviário de Belarus (ou Bielorrússia) para impedir que a Rússia envie tropas pelo seu aliado até a fronteira com a Ucrânia. Os hackers fizeram duas exigências para devolver o acesso aos dados sequestrados do sistema ferroviário. Nos últimos dias, aumentou a tensão e a possibilidade da Rússia invadir a Ucrânia, ex-integrante da União Soviética e que já teve a Crimeia invadida pelo seu ex-aliado.

18/01/2022 às 16:06
Notícia

Cresce o número de ataques virtuais a sistemas Linux

Número de ataques com malware a sistemas Linux cresceu 35% em 2021

Servidores, banco de dados e estações de trabalho inoperantes

O grupo Cyber-Partisans realizou o ataque ransomware nesta segunda-feira, dia 24, e tomou controle de parte do sistema de ferrovias de Belarus, impedindo que compras de passagens de trem e outros serviços não estivessem funcionando no site da Belarusian Railways (estatal responsável pelas ferrovias do país). Além disso, agendamentos e o serviço de trens de carga também foi afetado. 


Imagens divulgadas pelo grupo Cyber-Partisans mostrando a invasão do sistema. Fonte: Reprodução.

O grupo, com nome inspirado nas tropas de resistência contra a ocupação alemã no leste europeu durante a 2ª Guerra Mundial, publicou em sua conta no Twitter que devolverá as chaves de criptografia se o governo do país aceitar duas condições: libertar 50 presos políticos que estão necessitando de assistência médica e impedir a presença de tropas russas na Belarus. Em outro tweet, o Cyber-Partisans chamou o presidente do país de "terrorista". Na Europa, o presidente Aleksandr Lukashenko também é chamado de "último ditador da Europa". No ano passado, o governo bielorrusso capturou um opositor político após ordenar que um avião comercial pousasse em seu território devido a uma "ameaça de bomba".

Rússia é acusada de preparar invasão à Ucrânia

 

17/01/2022 às 16:31
Notícia

NordVPN divulga levantamento sobre os maiores ataques ciberné...

Empresa de cibersegurança realizou um levantamento dos maiores ataques cibernéticos do ano passado no...

Desde o ano passado, Estados Unidos acusa a Rússia de preparar uma invasão ao seu vizinho, a Ucrânia. Em 2014, o governo de Putin tomou a região de Crimeia da Ucrânia, marcando a primeira invasão territorial na Europa desde a 2ª Guerra Mundial. As acusações de invasão se deram por relatórios de serviços de inteligência que detectaram uma enorme movimentação de tropas russas para a fronteira do país com a Ucrânia. Putin alega que tudo é apenas uma movimentação para um exercício militar. Nesta segunda, o governo Biden e o Reino Unido iniciaram a retirada de famílias de diplomatas da Ucrânia devido ao risco de invasão ao país.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Ars Technica
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.